Thriller (Informações e Curiosidades)

THRILLER

Não somente é um monstro mitológico que permanece como álbum mais vendido de todos os tempos como é gerador de um mix pioneiro de Rock, Pop e R&B que tornou-se padrão nos anos que o seguiram. Com resultado, Thriller revigorou e reestruturou a música popular americana, que continua, até os dias atuais, visando superação dos artifícios artísticos propostos pelo álbum, ou mesmo de seus recordes, hoje intactos. Michael Jackson estava de volta em Outubro de 1982, com o lançamento do single The Girl Is Mine, um tranqüilo dueto com o ex-Beatle Paul McCartney. Esse single rapidamente vendeu um milhão de cópias, deixando tudo pronto para o lançamento do álbum.

Selo: Epic Records / Sony Music

Lançamento: 01 Dezembro, 1982

Produção: Quincy Jones / Michael Jackson

Vendas Mundiais: 110 milhões

_______________________________________________________

01. Wanna Be Startin’ Somethin’

02. Baby Be Mine

03. The Girl Is Mine

04.Thriller

05. Beat It

06. Billie Jean

07. Human Nature

08. P.Y.T (Pretty Young Thing)

09. The Lady In My Life

Se a primeira música de trabalho não empolgou nem imprensa nem público, a próxima canção foi devastadora: Em Janeiro de 1983 da-se o lançamento do single Bille Jean que permaneceu durante 1 mês no ranking Pop da Billboard. A guitarra de Eddie Van  Halen em Beat It terceiro single foi um sucesso total nas rádios.Essa trinca de hits fez com que Thriller atingisse o #1 nas paradas.

Logo em Maio de 1983 Michael se apresentava sozinho cantando Bille Jean no 25° Aniversário da Motown onde ele mostra ao mundo o passo Moonwalk, que é visto por 50 milhões de pessoas só nos Estados Unidos. Seguindo a performance espetacular de Jackson, as vendas de Thriller disparam… Novos singles são lançados como: Human Nature e P.Y.T . O álbum entra para o Livro Dos Recordes como o mais vendido da história: 110 milhões de cópias.

____________________________________________________________________

THE GIRL IS MINE

A balada romantica The Girl is Mine foi o primeiro single para divulgação de Thriller, lançado em 18 de Outubro de 1981. Nessa faixa, dois grandes nomes da musica mundial estão brigando pelo o amor de uma garota; jamais poderia ser outra coisa que não um sucesso absoluto de vendas; o single atingiu a #2 posição nos rankings Americanos, com vendas superiores a mais de 1 milhão de cópias, ficando em #1 no Chart Soul no país.

Lançamento: 18 de Outubro de 1982

Vendas Mundiais do Single: 2.5 milhões

Vendas Digitais: 410.000

Letras e Composição: Michael Jackson

Produção: Quincy Jones

Piano: David Paich

Violão: David Parks e Steve Lukather

Bateria: Jeff Porcaro

Vocal: Paul McCartney e Michael Jackson

Arranjos (Vocal): Michael Jackson e Quincy Jones

The Girl Is Mine foi gravada em Westlake Studios, em Los Angeles, entre os dias 14 e 16, de 1982. quando lançada a musica conquistou as primeiras posições nos Charts mundiais. Entre as canções mais escutadas nos países respectivamente: Austrália (#4); Canadá (#8); Dinamarca (#12); Espanha (#1); Holanda (#2); Nova Zelândia (#3); Japão (#37). Em sua tracklist-oficial trouxe a canção Can’t Get Outta The Rain. Jackson e McCartney gravaram outras canções juntos: Say Say Say e The Man que foram incluídas no álbum de Paul: Pipes Of Peace.

Revistas da época abordavam a volta de Michael Jackson, especulando se Thriller teria o mesmo sucesso que Off The Wall. Na capa da Ebony Magazine Michael fez uma ponta no filme ”E.T” a pedido de Steven Spielberg, o astro pop gravou a trilha sonora desse longa, nessa edição Michael aparece ao lado do famoso extraterrestre ”E.T”. O artista-pop também foi capa da revista Best , cujo trazia reportagem da sua admiração pelo personagem da Disney Peter-Pan, Beat Magazine abordava seu mundo mágico e a Jettrouxe Michael e Diana Ross.

Na época os críticos não ficaram muito impressionados com The Girl Is Mine, o publico adorou a performance de Jackson com Paul na disputa pelo amor de uma garota como diz a letra da canção. Obtendo as melhores colocações no Billboard Hot 100 e no Reino Unido em 1985 quando pela primeira vez a Recording Industry Association of América certificou o single, cerca de 1.3 milhões de cópias foram vendidas apenas nos Estados Unidos.

Michael compôs The Girl Is Mine quando ele e Paul McCartney assistiam desenhos animados, disse Qunicy Jones que tinha proposto o tema para a musica: escrever uma canção sobre dois homens brigando por uma menina. Inspirado, Jackson acordou durante a noite e cantou a canção em um gravador: ”Eu cantava exatamente o que eu ouvia na minha cabeça” disse Michael

(*foto: A revista Rolling Stones promove o encontro das estrelas musical: traz na sua capa a dupla mais bombástica da atualidade)

Em 1982,
The Girl Is Mine conseguiu a #32
posição das canções mais tocadas no Brasil, nesse mesmo ano Michael tinha classificado as canções Billie Jean (#2) e Beat It (#8) no chart brasileiro. O single ao lado foi lançado no nosso país dois meses depois do lançamento europeu e americano, a exclusividade foi para o folder que trouxe letras da musica transcrita para português.

Como os fãs podem notar, a CBS (antiga gravadora que agora é a Sony Music) comercializou uma edição limitada do single The Girl Is Mine na versão chamada vinyl-picture somente nso Estados Unidos e Reino Unido. A unica exclusividade dessa edição especial era foto da capa do disco do single, as faixas (The Girl Is Mine / Can’t Get Outta Rain) é a mesma publicada no CD e em fitas K7.

Em 1984 Michael Jackson foi a júri testemunhar que ele compos The Girl Is Mine. O seu depoimento era parte da batalha da CBS Records contra uma ação de US$ 5 milhões movida por Fred Sanford, que alegava que ela é na verdade sua canção “Please Love Me Now”, entregue à CBS em março de 1982 – época em que o Rei do Pop entrou em estúdio para gravar a faixa com Paul McCartney. No dia 14 de Dezembro, o júri da Corte de Chicago para a ação movida por Fred Sanford e conclui que a CBS Inc é inocente e que não há plágio da canção “Please Love Me Now” em The Girl Is Mine.

O álbum que celebrou os 25 anos de Thriller trouxe vários remixes dos clássicos desse álbum, e o chamado The Girl Is Mine 2008  foi o primeiro single que divulgou o a re-edição especial em todo o mundo. A canção alcançou o número 12 na Nova Zelândia, #22 na França, e marcando presença no Top 50 da Dinamarca, Suécia e Suíça. The Girl Is Mine 2008 foi produzida pelo líder da banda hip-pop Black Eyed Peas, Will.I.Am.

Lançado em diversos formatos, o single que divulgou mundialmente o disco Thriller 25, The Girl Is Mine 2008 recebeu críticas geralmente favoráveis mesmo seu produtor ”apagando” a parte de Paul MacCartney. Disse o jornalista Christopher Rees que Will.I.Am tinha feito um trabalho fantástico de assassinar uma canção clássica, quanto o jornalista musical Aidin Vaziri criticou a canção, afirmando:  Will apaga completamente o vocal de Paul McCartney para fazer um rap tolo.

Uma troca de favores, Paul participou na canção The Girl Is Mine e Michael fez a ponta em Pipes Of Peace disco de McCartney. O primeiro single desse álbum foi o hit Say Say Say que foi lançada em Outubro de 1983. Certificado de platina pela Recording Industry Association of America, a canção foi promovida com um vídeo musical dirigido por Bob Giraldi filmado em Santa Ynez Valley, Califórnia.

Poderia Say Say Say ter feito parte de Thriller e The Girl Is Mine de Pipes of Peace, levando-se em conta o perfil dos álbuns, divergências à parte o fato é que o dueto romantico entre Michael Jackson e Paul McCartney chegou ao 2º lugar na Inglaterra e ocupou a 1ª posição na Billboard durante quase dois meses.

Fale Fale Fale se traduzindo para o português tem uma letra comum, mas que cativa quem escuta sua melodia que nem de longe lembra uma (balada romântica), mesmo apesar de esse ser o tema principal.Ao analisar a primeira parte da canção Paul diz: (Diga, diga, diga / O que você quiser / Mas não fique brincando / Com os meus sentimentos); passado a parte de McCartney, Michael diz estar: (Completamente sozinho / Eu fico sentado próximo ao telefone / Esperando por você, meu bem / Através dos anos / Como você pode suportar ouvir? / Minhas súplicas por você / Você sabe que eu estou chorando).

Sucesso ainda maior do que se comparado com The Girl Is Mine, Say Say Say ficou durante cinco semanas na primeira colocação no ranking dos Estados Unidos. Talvez a formula para a grande repercussão da canção na mídia se deve ao fato de lançar seu video clipe com a participação de Jackson, Linda McCartney (então esposa de Paul) e Latoya Jackson (irmã de MJ) foi filmado no Union Hotel na cidade de Los Alamos na Califórnia, sua exibição teve como consequência um grande êxito em muitos paradas européias. Outro ponto favorável para seu sucesso é que sua melodia consegue ser popular e cativante. Mesmo apesar da canção não ser produzida por MJ nem Paul e sim por George Martin; somente a musica:

Capa de revistas. Michael Jackson e sua carreira estrelar é capa da revista européia NO. 1 em uma edição especial. Jackson também ganha destaque na mídia francesa com a publicação de Tele K7 em que na sua machete exalta seu talento. Outras capas de revistas lançadas na época Thriller foram Muziek Expres (Holanda), duas edições respectivamente lançadas em Julho e Novembro de 1983.

BILLIE JEAN

Michael volta com a sua pegada mais funky, e dance-pop, repleto dos soluçosque são sua marca registrada é a musica mais soturna do álbum, talvez pela temática pela contestação da paternidade.Bille Jean foi lançada comercialmente no dia 3 de Janeiro de 1983- um ícone da musica e porque não: hino-pop.

É em Billie Jean que Jackson performa seu mais famoso paço-lunático: Moonwalk a canção ficou em primeiro lugar como uma das canções mais ouvidas e single mais vendido em diversos países: Estados Unidos, Reino Unido, Japão, Itália, Suíça, Suécia, Nova Zelândia, Itália… Também não é a toa que somente esse single alcançou vendas superiores as 7 milhões de cópias tornado-se um dos singles mais vendidos do mundo:

Lançamento: 02 de Janeiro de 1983

Vendas Mundiais: 7 milhões

Vendas Digitais: 2.5 milhões

Letras, Composição e Arranjos: Michael Jackson

Produção: Quincy Jones e Michael Jackson

Vocais: Michael Jackson

Bateria: Leon “Ndugu” Chancler

Baixo: Louis Johnson

Violão: David Williams

O clipe de Billie Jean dirigido por Steve Barron, foi o primeiro vídeo de um artista negro a ser exibido regularmente pela MTV e depois que o vídeo foi ao ar, Thriller vendeu mais 10 milhões de cópias. Antes da exibição desse vídeo, Walter Yetnikoff, o presidente da CBS na época chegou a ficar furioso quando a MTV se recusou a transmitir o  vídeo, e ameaçou levar a público a posição da MTV sobre músicos negros; mesmo que rodando o clipe no seu canal indiretamente, Billie Jean tornou-se um sucesso ao jovem canal de quan antes de Jackson era desconhecido – o termo Michael Television ao invés de Music Television ficou conhecido (MTV), pois, realmente esse canal é o que é hoje graças ao talento do Rei do Pop.

Billie Jean elevou a black music ao primeiro plano, uma perfeita mistura de Soul, Funk e Pop, marcado pelos sons sintéticos dos anos 80. Em seus versos Michael canta uma situação freqüente na adolescência: a disputa para ser o escolhido pela garota mais bonita. Billie Jean, apesar de sua sonoridade puramente dançante e suas metáforas sensuais, traz temas socialmente delicados que afligem a adolescência e os jovens adultos ao redor do mundo, como a gravidez indesejada e a questão da paternidade: (She was more like a beauty queen from a movie scene / I said don’t mind, but what do you mean I am the one / Who will dance on the floor in the round / She said I am the one who will dance on the floor in the round).

Michael Jackson é capa de revista no mundo todo depois do lançamento de Billie Jean. Seguindo na Era Thriller, o astro-total é capa da revista canadense (Vídeo Scene), e em uma edição especial lançada nas bancas Européias Michael Jackson Special Edition Poster Magazine trouxe dezenas de fotos de Michael e Posteres. Outras capas de revistas: My Guy (Reino Unido) e Rock Superstars Poster Magazine (Estados Unidos) a versão americanizada da revista-poster especial de Michael Jackson.

O posto de um dos singles mais vendido daquele ano nos Estados Unidos Billie Jean chegou a número um no Hot 100 da Billboard, onde permaneceu durante sete semanas, tornou-se a canção de sucesso mais rápida se comparado a musicas como ABCThe Love You Save e I’ll Be There de 1970 dos Jackson Five.

A segunda canção mais tocadas nas radios tupiniquins em 1983, Billie Jean perdeu o posto #1 nas radios brasileiras para a canção Menina Veneno na voz de Ritche. Nos anos 80 a gravadora de Michael investiu alguns dólares para a divulgação das canções de Thriller aqui no Brasil, lançando  capas diferentes de seus singles, como sugere a foto para o single-brasileiro de Billie Jean.

Billie Jean é o que se pode chamar de point of no return não só da belíssima trajetória de Thriller, como da carreira inteira de Michael Jackson. Foi a partir daquela canção soluçada, com letra sombria falando do questionamento de uma paternidade e, especialmente, do clipe no qual uma estola virava um tigre, Jackson passava do nível dos pobres mortais para virar um dos deuses sagrados da música pop do século 20.

O grande sucesso da canção rendeu a Michael Jackson várias capas de revista. Considerando ser uma das melhores canções de R&B do ano a capa da revista Hitkrant abordou em suas páginas a influencia do single Billie Jean entre os jovens; já a Muziek Parade como fosse uma publicação estilo a mais famosa revista de musica norte-americana Billboard estava mesmo interessada em trazer aos seus leitores os números conquistados pela canção, a  Record Mirror Magazine trouxe na sua capa: ”O segredo de um pop-star”; e destaque na revista Rock e Soul

Single de Billie Jean comercializado no Japão é conhecido pelo seu cover branco, as faixas são as mesmas de outas edições lançadas no mundo o unico detalhe que ganha o nome ”exclusivo” vai para o folder desse single com a letra de Bllie Jean trascrita para o japonês.

Um dos destaques do clipe
Billie Jean além da dança, eram os passos de Michael que quando estava andando na rua iluminava o chão. Inspirado pelo vídeo de Billie Jean, uma alta tecnologia foi desenvolvida por Interactive Flooring designer Sensacell. O chamado LED Floor
ainda está em fase de teste e brevemente estará nas lojas: assim quando pisa no chão ele se ilumina:

Uma homenagem ao video clipe Billie Jean, site de vendas on-line comercializam produtos (não-oficiais) de Michael Jackson. Mesmo considerado um produto ”pirata” a mochila que traz Michael na cena do clipe Billie Jean além de clássica tem um trabalho artístico maravilhoso.

A reedição do aniversário de 25 do álbum Thriller ganhou um remix de Billie Jean produzida pelo rapper/proutor Kayne West. Intitulado Billie Jean 2008, o remix ganhou uma recepção mista, a maioria dos críticos considerou que era impossível aperfeiçoar a musica original. Billie Jean 2008 não saiu como um single físico apesar de ser divulgado nas rádios.

Berry Gordy então presidente da Motown Records pediu que Michael Jackson se apresentasse no especial de 25 anos de sua gravadora e ele concordou, porém com uma condição: que cantasse Billie Jean canção de seu recente álbum Thriller.

Dias antes do show ir ao ar pela rede NBC, aconteceram os ensaios para esse evento; Michael e seus irmãos que venderam mais de 50 milhões de discos lançados por essa gravadora no extinto e lendário grupo Jackson 5, ensaiaram o Medley de canções: ABC, The Love You Save e II’l Be There; na ocasião Michael não cantou Billie Jean deixando para ensaiar na sua casa em Encino, já que era uma ”surpresa” que iria impressionar a todos; dito e feito, nascia seu famoso paço Moonwalk

Na noite de 16 de Maio de 1983, 3 mil celebridades norte-americanas lotaram um teatro de Los Angeles para assistir a uma apresentação comemorativa dos 25 anos da gravadora Motown. De suas casas 50 milhões de pessoasacompanharam pela TV a apresentação de vários artistas negros até que Michael se viu sozinho no palco. Ele começou a cantar Billie Jean, sucesso do album qua havia lançado meses antes. De repente, Jackson parou de cantar, andou até o canto esquerdo do palco e voltou… Deslizando de costas. A cena, que ficou gravada para a posteridade é impressionante: são 3 mil queixos caídos.

Naquela noite, mais do que mostrar para o mundo seu paço de dança batizado Moonwalk Michael foi dormir consagrado como o Rei Do Pop Foi naquele momento que cristalizou o status de celebridade de Michael Jackson – Cravou a prestigiada revista Rolling Stones. Moonwalk no mundo do entretenimento, só é comparável ao andar de vagabundo de Chaplin á sequencia de Gene Kelly em Dançando Na Chuva, e aos paços de Fred Asteire. Hoje é seguro dizer: 16 de Maio de 1983 foi a primeira noite do resto da vida de Michael Jackson; a partir daquele momento ele nunca mais seria esquecido…

Fãs de todas as partes chegaram à Siverdome Pontiac para ver o icônico Michael Jackson tocando com seus irmãos. Michael tomou o mundo pela tempestade de Thriller, no show Motown 25 apresentando o seu hit solo, Billie Jean, enquanto usava a jaqueta (foto)  , uma luva de lantejoulas brancas (que originalmente era uma luva de golfe decorado com strass) e um chapéu de feltro preto, enquanto fazia seu moonwalk.

Detalhe: Com cristais costurados a mão, feito de um couro com cor creme a luva de golfe usada por Michael Jackson no show que celebrou os 25 anos da gravadora Motown ficou conhecida como uma marca registrada de Michael Jackson durante a Era Thriller, o astro pop usava ela na sua mão esquerda.

Depois do sucesso de vendas da edição do boneco Thriller no Japão, a Triumph Productions em companhia com a mesma empresa que fez os bonequinhos de Thriller a Ecbizz Japan, irão lançar oficialmente em Dezembro de 2008 nos Estados Unidos uma outra versão ”doll” de Michael Jackson. A figura que traz o astro com trajes de Billie Jean a lá HIStory Tour e tem aproximadamente 30 cm vindo com 38 pontos articulatórios, além de um microfone, e um conjunto de sete (mãos) incluindo a luvinha cintilante, marca registrada de Jackson.

______________________________________________

BEAT IT

Lançada oficialmente como o terceiro single do disco Thriller no dia 14 de Fevereiro de 1983. Um hino anti-gangues e nada mais é do que puro Rock and Roll basta lembrar dos solos de guitarra de Eddie Van Halen que compôe a melodia da música. Na faixa Michael mostra a versalidade da sua voz,  Beat It é mais um sucesso Number One, ás vendas desse single alcançaram também as 5 milhões de cópias assim como Billie Jean – o rock progressivo de Beat It deu a Michael Jackson prêmios: como de Gravação do Ano e Melhor Vocal Masculino no Grammy Awards de 1984:

Lançamento: 14 Fevereiro de 1983

Vendas Mundiais do Single: 5.5 milhões

Vendas Digitais: 1.2 milhões

Letras, Composição e Arranjos: Michael Jackson

Produção: Quincy Jones e Michael Jackson

Vocais: Michael Jackson

Bateria: Jeff Porcaro

Teclados: Bill Wolfer

Guitarra (Solo): Eddie Van Halen

O videoclipe de Beat It foi dirigido por Bob Giraldi e recebeu vários prêmios como o American Music Awards, Billboard Video Awards, The Black Gold Awards, além de ser introduzido no Music Video Producer’s Hall of Fame. A coreografia foi a primeira em que Jackson aparece dançando na frente com vários dançarinos repetindo seus movimentos, algo que se tornou marca registrada em suas performaces.

Entre os dançarinos há cerca de 80 membros de guangues de verdade. A jaqueta de couro vermelha cheia de zípers utilizada por Michael ficou marcada como ícone da moda e se tornou objeto de desejo e inspiração. Uma curiosidade sobre o clipe é que a CBS se recusou a financiá-la e Michael jackson tirou do seu próprio bolso 150.000 dólares para produzir o vídeo.

Composta por Jackson, Beat It marca um momento histórico para o cenário musical, onde as barreiras entre a música negra e branca começaram finalmente a ser quebradas. O solo de guitarra da canção, interpretado por Eddie Van Halen, é considerado um dos melhores solos de todos os tempos. Por causa de sua letra a música se tornou um hino anti gangues, chegando ao final de 1983 em primeiro lugar nas paradas musicais, ao lado de outra de suas músicas

Mais um hit de Michael Jackson a canção Beat It foi grande destaque nas revistas naquela época. A  Jopie Magazine lançada na Alemanha, trouxe nosso ídolo na sua capa; o mesmo fez a Viunge trazendo em sua matéria detalhes sobre o novo video do Michael Jackson Beat It. A revista  La Semaine também trouxe detalhes sobre a nova canção de Jackson, e uma entrevista exclusiva com o astro pop e a Creeam mostrou o swing de Beat It.

Quincy Jones havia pedido para Michael compor uma música de rock para o novo álbum que seria lançado, Jackson então compos Beat It. Jones assim que ouviu, falou que era exatamente o que ele queria. Eddie Van Halen foi então convidado para fazer o solo de guitarra da canção. A letra é um protesto contra as brigas entre gangues de ruas (foto) Michael Jackson e Eddie Van Halen durante o show da Victory Tour que promoveu o disco Thriller

Desde The Jacksons – Victory Tour (a última turnê de Michael com seus irmãos) até a HIStory World Tour (última turnê de sua carreira), Michael nunca deixou de apresentar Beat It. A última performance dessa música foi em seu último show, que aconteceu em Nova Iorque em 2001 no Madison Square Garden para a comemoração de seus 30 anos de carreira solo, Slash fez o solo. Jackson iria performar a canção na turnê This Is It.

Quando Michael lançou Off The Wall, Quincy Jones escolheu duas musicas para integrar esse álbum Don’t Stop Til You Get Enough e Working Day In Night ambas composições de Michael. Esse disco serviu como um (preview) do potencial criativo de Michael. Para Thriller, Michael compôs várias canções, entre elas a preferida de Quincy: Beat It

(* foto: Michael Jackson e Quincy Jones durante sessões de gravação do disco Thriller. Muito empenho e trabalho duro era a formula do sucesso do disco mais vendido do mundo).

Um fato curiososo ou (perigoso) aconteceu: duas caixas de som do Westlake Studios em Los Angeles, Califórnia, tiveram sobrecarga e explodiram enquanto Michael gravava os vocais de Beat It. Ninguém saiu ferido; isso era apenas a prévia do potencial que a faixa que viria a ser alcançada… – a foto (rara) mostra Quincy Jones e Michael durante a sessão de gravação do álbum no Westlake Studios, em Los Angeles.

O single Beat It como as outras faixas que divulgaram o disco Thriller It trouxe uma faixa-b (musica que poderia ser tocada nas rádios). Nos Estados Unidos a canção (b) tocada espontaneamente na rádio na promoção de Beat It foi Wonking Day And Night, enquanto na Europa, Get On The Floor foi a faixa (b) eleita como mostra a figura do single de Beat It

No Brasil, Beat It alcançou a #8 posição em 1983 das musicas mais tocada nas rádios. Michael conseguiu um feito inédito dos artistas internacionais, seria ele o primeiro musico a colocar duas canções no Top 10 do Brasil  com Billie Jean (#2) e Beat It (#8) – fenômeno. A figura  abaixo é o single brasileiro, exclusivo lançado em 1983

Quando Beat It chegou a ocupar a lista das canções mais ouvidas nos Estados Unidos, por lá permaneceu em #1 durante três semanas –  Billie Jean estava na #5 posição . A canção também alcançou o número #1 na Espanha e na Holanda, chegando no Top 3 no Reino Unido, e  Top 20 na Áustria, Noruega, Itália, Suécia e Suíça. – (detalhe para edição especial do single na Espanha)

Uma edição especial de Thriller foi comercializada no Japão em cópias limitadas depois dos mega-hits The Girl Is Mine, Beat It e Billie Jean. A edição vinil trouxe na sua capa mangá de luxo um livreto com letras em japonês e discografia Inglês e Japonês, de suas 9 canções originais.

Em Beat It é evidente certa ira de Michael Jackson na ênfase com que impõe as palavras e entoa os versos, ira acarretada, talvez, pelo seu sentimento de incapacidade perante a violência urbana que atingia – e ainda atinge –, principalmente, jovens negros e pobres. No vídeo dessa musica Michael Jackson usa a emblemática jaqueta vermelha e uma camisa escrita Amour em francês ou Amor – Michael traz essa mensagem de amor atrás dos arranjos de guitarra aflitivos e inquietantes na letra contra a violência

Beat It chegou como uma musica inovadora cantada por um artista negro; no Japão Thriller até hoje se mantém como o sétimo álbum internacional mais vendiodo de todos os tempos (1,8 milhões) já o single de Beat It já ultrapassou a marca das 40.000 cópias vendidas. – detalhe para o single de Beat comercializado no Japão (foto):

Com exceção de Thriller, todos os outros clipes de Michael Jackson foi um marco para a cultura pop. A venda no mercado on-line está camisas que homenageiam essa canção. Destaque para a replica da camisa usada por Michael Jackson no clipe de Beat It.

Na França a gravadora de Michael Jackson lança promocionalmente o single
Billie Jean / Beat It
duas das canções de maior sucesso do álbum Thriller. Apesar de sucesso mundial, tanto Billie Jean quanto Beat It não alcançou a #1 colocação no Chart francês, Michael conseguiu esse feito somente com 3 musicas: Black Or White do álbum (Dangerous), You Are Not Alone (HIStory) e You Rock My World (Invincible):

A revista Weekend trouxe um sorridente Michael Jackson na capa. Star Parede também estapou o brilho do sorriso de Jackson em uma revista que trouxe fotos exclusivas do astro-pop, Teen Machine e uma edição especial da revista Right On chamada Class trouxe detalhes sobre a escalada de Jackson ao topo das paradas de sucesso com seu disco Thriller

Selos que traziam a imagem de Michael Jackson foi um sucesso de popularidade nas Ilhas de São Vicente. Várias edições foram comercializadas e o preço dos selos MJ variavam de 2 dólares a 5

Weird Al Yankovic tornou-se famoso nos Estados Unidos por pegar canções de sucesso e fazer parodia com elas. Em Fevereiro de 84 o humorista lançou o álbum Eat It parodiano a canção Beat It de Michael Jackson; o single ficou em #9 como uma das canções mais ouvidas na América. Por Eat It o comediante também foi indicado ao Grammy Awards e ganhou o prêmio de Melhor Gravação na categoria comédia.

______________________________________________________________

WANNA BE STARTIN’ SOMETHIN’

Wanna Be Startin Somethin foi lançada no dia 8 de Maio de 1983. É a música que abre o álbum. Um funky pesado com influências claras de disco: Diana Ross e os áureos anos de Motown. O single quando lançado quebrou a sucessiva parada de hits; começando por Bille Jean e Beat It nos rankings americanos. E o que mesmo pode significar mama-se, mama-sa, ma-ma-ko-sa. Com influências africanas Michael pegou esse trecho para colocar em Wanna Be Startin Somethin do artista camaronês, Manu Dibango, sobre seu significado, é um cântico de tribos que utilizam quando festejam algo como um casamento ou festas típicas.

Em seis minutos e em três segundos de duração, Wanna Be Startin Somethin é a canção a mais longa do disco Thriller. Originalmente foi escrita em 1979 e Michael pretendia seleciona-la para entrar no disco Off The Wall.

Lançamento: 08, Maio de 1983

Vendas Mundiais do Single: 3.5 milhões

Vendas Digitais: 700.000 cópias

Letras, Composição e Arranjos: Michael Jackson

Produção: Quincy Jones e Michael Jackson

Baixo: Louis Johnson

Sax e Flauta: Larry Williams

Percursão: Paulinho da Costa

Violão: David Williams

O single Wanna Be Startin ‘Somethin’ foi bem sucedido em vários países, A canção tornando-se a quinta musica de Michael Jackson a chegar no Top 10 da Billboard Hot 100, conquistando a #5. Mundialmente o disco (físico) de Wanna Be” Startin ‘Somethin’ até esta presente data vendeu cerca de 3.550 milhões de cópias, enquanto o formato digital já supera a marca das 700 mil cópias.

Wanna Be Startin’ Somethin’ foi lançado pela Epic Records em 1983, seu destino era ganhar os fãs e conquistar corações do público. A faixa que abre o disco Thriller, é um outro clássico de Michael Jackson, de difícil compreensão, uma trilha que o rei do pop escreveu e co-produziu.

Michael Jackson compôs Wanna Be Startin ‘Somethin durante as sessões de gravação do disco Off The Wall. Assim como acontece, uma trilha pode às vezes ter um potencial enorme mas não encaixa num projeto. Em Off The Wall, Michael queria um disco bem R&B, sendo assim, Wanna Be Startin Somethin trás uma sonoridade funky, contrapondo a esse ponto.

(*foto: cenas da performance de Michael Jackson em Wanna Be Startin’ Somethin’. Victory Tour, Bad, Dangerous e HIStory Tour).

Wanna Be Startin’ Somethin’ esteve presente em todas as turnês de Michael, geralmente como tema de abertura sugerindo “começar alguma coisa”. Por não ter uma rotina de coreografia própria, a música deixava mais espaço para Jackson improvisar e interagir com o público. Era comum durante a performace, Michael, seus músicos e dançarinos pararem de executar a canção e ficar parados por um bom tempo, ouvindo somente o grito do público.

A letra da canção de Wanna Be Startin Somethin diz respeito aos meios de comunicação e imprensa, como fofoca dos tablóides. O arranjo da canção e o seu e ritmo (criados por Michael Jackson) é um complexo entrelaçamento de bateria eletrônica e percussão tocada pelo brasileiro Paulinho da Costa. – (foto) – single especial de Wanna Be Startin Somethin lançado na Ásia:

Depois dos vídeos de Billie Jean e Beat It Michael Jackson preferiu não tirar dinheiro do bolso para gastar com seus clipes, esse era o dever da gravadora que preferiu não gastar um centavo com o vídeo ao contrário a CBS Records gastou alguns milhares na divulgação de Thriller que por semana vendia cerca de 1 milhão de cópias em todo o mundo. – (foto): single francês de Wanna Be Startin’ Somethin’.

Michael Jackson e Broke Shellds: Uma Amizade Especial: estampou a capa da JET, MJ e a atriz hollywodiana. Ele ficou bem ”a vontade” na capa da edição de abril da Buzuboks, e destaque do mês da edição Hitkrant e mais uma capa da revista, onde a familia Jackson dá uma entrevista e fala sobre seu ”Jackson” mais famoso.

Quando em um país Michael Jackson liderava o ranking de canções mais tocadas a gravadora instataniamente lançava o single fisico dessa musica. Na Espanha esse metodo aconteceu com Wanna Be Startin’ Somethin’ que alcançou as primeiras posições das mais tocadas; o single exclusivo ganhou um cover diferente do foi lançado no mundo.

Uma edição especial do disco Thriller chamada de é comercializada no Japão junto com o single Wanna Be Startin Somethin em um lote limitado de 1500 cópias. Na Europa o vinyl-picture também é comercializado porém 6 meses depois (foto).

Na Holanda, a promoção da musica que abre o disco Thriller trouxe em seu single exclusivo duas faixas (Wanna Be Startin’ Somethin’ – edição para rádios e Rock With You, hit sucesso de Michael Jackson do álbum Off The Wall (1979).

Thriller alcançou status de disco mais vendido da indústria fonográfica mundial, para manter-se no topo a gravadora do Rei do Pop comercializava esse álbum nas suas diversas versões especiais (para seduzir o publico a comprar o disco). Na Bulgária (Трилър – ou – Thriller) foi lançado em uma edição nacional. A contra-capa do disco trouxe um trabalho de arte diferente da orginal, e todo o booklet dele era escrito em búlgaro. Não existe certificação de quantas cópias de Thriller foram vendidas nesse país. Para nós as palavras em búlgaro é totalmente confusa, exemplo de: Wanna Be Startin’ Somethin’ – Трябва Да Започнеш Нещо / Billie Jean – Били Джийн.

Detalhe para o single japonês de Wanna Be Startin’ Somethin‘, algumas milhares de cópias desse disco foi vendida no Japão principalmente em países como em Hong Kong e Singapura. Destaque para a musica Beat It (faixa-b) desse single exclusivo.

Em entrevista Michael  declarou que Wanna Be Startin’ Somethin‘ e The Girl Is Mine eram as faixas que o decepcionaram e que ele não conseguiu fazer elas soarem como realmente ele ouvia em sua cabeça. Tanto fãs quanto críticos acreditam que Wanna Be Startin’ Somethin’ conta a mesma história que Billie Jean, havendo uma relação entre as duas músicas.

Detalhes extra da edição vinil do single de Wanna Be Startin’ Somethin’ lançado em maio de ano de 1983. Atualmente essa edição (figura) é raridade entre fãs colecionadores assim como objetos e outros discos do Rei da musica POP.

Wanna Be Startin’ Somethin’, foi re-gravada para 2008 para a re-edição de Thriller. Gravado em meados de 2007, a versão 2008 apresenta elementos remix e vocais adicionais de Akon. “Wanna Be Somethin ‘Startin'” recebeu críticas mistasdiziam ser o melhor remix de Thriller 25, disse Rob Shffield, um escritor da revista Rolling Stone. A canção foi um sucesso comercial modesto ficando dentro do top vinte em vários países.

Wanna Be Startin ‘Somethin’ 2008 chegou ao número 81 no Hot da Billboard , já na França devido ao sucesso de Thriller 25,  “Wanna Be” Startin ‘Somethin’ 2008 ganhou uma edição especial do seu single, com novos remixes produzido por Johnny Vicious.

Pelas vendas e sucesso de Thriller (que na época já superava a barreira das 9 milhões de cópias só nos Estados unidos) Michael Jackson é eleito o Artista do Ano do Black Radio Exclusive Awards. A cerimônia aconteceu no dia 1 de Julho no Hotel Hyatt Regency em Los Angeles. – (Michael aparece acompanhado com sua irmã Latoya Jackson)

Com Thriller Michael Jackson se transformou em uma lenda da musica, um dos cantores mais amados e também mais perseguido… assim a capa da revista Impacto uma publicação de 1983, trouxe em sua manchete uma frase mesmo de impacto. Album Collection assim como se refere a revista, trouxe uma seleção de 14 pôsteres do nosso artista, e a extinta revista Manchete revelou detalhes sobre o fenômeno: Depois de Elvis e dos Beatles a nova sensação a musica pop: Michael Jackson. MJ também foi capa da revista Blues e Soul: Reinando Supremo!

Em 3 de Julho do ano de 1983 dava-se inicio a campanha de marketing da canção Human Nature o quinto single extraído do disco Thriller. Nessa música, Michael mantém a seriedade para falar da natureza humana; é quando o album fica mais calmo deixando o groove e o funky-pop um pouco de lado e usando a voz como o principal instrumento para cantar baladas irretocáveis, é mais lenta e íntima que outras canções de Thriller. Comercialmente, a canção ficou na #7 posição no Chart Hot da Billboard nos Estados Unidos e suas vendas somam um milhão em cópias vendidas no páis

Lançamento: 03 de Julho, 1983

Vendas Mundiais do Single: 2 milhões

Vendas Digitais: 650.000

Letras e Composição: Steve Porcaro e John Bettis

Produção: Quincy Jones

Violão: Steve Lukather

Percursão: Paulinho Da Costa

Bateria: Jeff Porcaro

Arranjos: David Paich, Steve Porcaro e Steve Lukather

Assim como descreve “Serena Kim” uma das colaboradores do jornal “Los Angeles Times”, sobre Human Nature: Jackson é um vampiro sensual voando sobre a cidade à procura de pescoços suculentos para morder. Human Nature é mais lenta e íntima que outras canções de Thriller. “If this town is just an apple, let me take a bite” (Se esta cidade é apenas uma maçã, deixem-me morder um pedaço), estremece a voz de Jackson sobre uma cascata de sintetizador e uma linha de baixo que tudo impregna.

(*foto: Michael Jackson durante peformance de Human Nature nos ensaios de This is It.)

Detalhes da edição do single Human Nature lançado no mundo todo para a promoção do álbum Thriller. As edição vinil da foto a divulgou a musica Baby Be Mine

Se existe um videoclipe de Human Nature a resposta é não. Apenas foi feito um pequeno video da canção que foi incluído no filme Moonwalker lançado 1988 na era Bad. Embora essa canção não seja composta pelo seu principal artista, sua letra faz Jackson se libertar de sua torre de marfim e se misturar com os jovens numa “city that winks its sleepless eyes” (uma cidade que pisca seus olhos insônico).

O grupo de pop rock Toto estava pronto para gravar Human Nature sob a produção de Quincy Jones em 1982 para o quarto álbum da banda quando Michael Jackson ouviu a melodia e pediu a canção. Eles aceitaram o apelo do astro e ainda tocaram todos os instrumentos da faixa e embora tenha sido escrita por John Bettis e Steve Porcaro, a letra ressoa com o anseio de Jackson.

O novo nome do Show-biz: Quem é Michael Jackson? Faz uma pergunta a manchete da revista La Semaine abortando em fatos o sucesso estrondoso do disco Thriller e seus vídeos inovadores. Right On traz sua capa um Michael Jackson com muito ”style” e a Lundi Magazine já começa tabloidear sobre as possíveis cirurgias plásticas do cantor. E também deu até MJ na revista levada ao público astrológico:

Human Nature seria incluída no disco Thriller. Assim quando estava produzindo esse álbum, Jackson e Jones tinham planejado em incluir a canção Carousel, entretanto Quincy notou que Carousel era uma faixa abaixo da média se comparado com Human Nature. Nessa canção a interpretação de Michael é mesmo invejável se comparado apenas às notas de (She’s Out Of My Life – do disco Off The Wall), ao futuro em (Stranger In Moscow e até mesmo Smile, ambas canções do disco HIStory lançado em 1995).

Destaque para o álbum promocional que chegou junto com o single Human Nature no Brasil. O disco Emocionante trouxe 4 sucessos de Michael Jackson, incluindo os hits Billie Jean, Beat It, Thriller e Human Nature

Assim como diz o próprio Michael sobre a Natureza Humana: ”É uma canção que tem asas”. Ela eleva seu espírito, tente escuta-la prestando atenção nos instrumentos, cada um compartilhando seu espaço a canção – melodia perfeita. –  Michael canta Human Nature Dangerous Tour

O quinto single do álbum Thriller,  apesar de não ser lançado no Reino Unido, a canção alcançou o sucesso nos Estados Unidos atingindo o número #2 na Billboard’s Hot Adult Contemporary e o número #7 na Hot 100, a canção tornou-se o quinto Top 10 na América rendendo muitos comentários positivos de críticos musicais. As vendas do disco físico já ultrapassam a marca das 1.6 milhões de cópias vendidas no mundo todo

(*foto: single promocional de Human Nature lançado no Brasil)

Durante a sua carreira, Michael Jackson lançou vários singles (discos com uma ou dois musicas somente) lhe rendendo milhares de cópias vendidas. Geralmente um single, é lançado em um CD, contendo, na maioria das vezes, de uma a três faixas. É produzido principalmente para lançar ou divulgar um determinado álbum, ele apresenta-se com o título da canção-tema que nele está gravada.

Assim, em Thriller, para a sua promoção do foram lançados cerca de 7 singles em vinil nos seus diferentes formatos: os de sete polegadas (7″), também popularmente conhecidos como “discos compactos” e mais utilizados para vinculação nas rádios, e os de doze polegadas (12″).Somando suas cópias comercializadas no mundo entre os anos de 82/84 chegam a impressionate marca das 22 milhões de singles vendidos que são adicionadas as vendas de Thriller.

Em 1984, foi lançado uma edição especial dos singles de Michael, chamado de 9 Singles Pack- Limited Edition, trouxe nove compactos, sendo todos os singles já lançado da carreira adulta de Michael Jackson. Desde aquela época já eram lançadas edições especiais de seus singles. 9 Singles Pack trouxe na sua caixa limitada discos da era (Off The Wall) como: Don’t Stop ‘Til You Get Enough, Rock With You, She’ s Out Of My Life e Off The Wall e os sete single originais de Thriller.

Em uma capa bem humorada, faz de MJ uma fogueira assim é a National Lapoon que traz em sua manchete artistas que chamou Jackson para dar uma ”forcinha” musical. O clima de ”rivalidade” foi capa da revista Metal Hurlat entre Michael e Prince. Michael Jackson teve infância? – abortou a publicação francesa La Semaine assim como a fúria da ”Victory Tour” capa da US

Curiosidade: disco Thriller de 1982 lançado no Japão com um novo ”cover” e a edição especial lançada logo depois da certificação de ”O Álbum Mais Vendido de Todos Os Tempos” e o recorde de prêmios Grammy entregue ao super-astro da musica popular mundial:

Thriller é lançado na época auge dos vinis, porém logo em 1983 a versão CD desse disco foi comercializada, mesmo em tiragens limitadas. A imagem ao lado mostra em detalhes a primeira edição em CD lançada do disco Thriller impresso na Holanda e comercializada para toda Europa.

Na mesma época em que Michael e Sony divulgavam Human Nature a sua ex-gravadora promocionava o disco 18 Greatest Hits. A compilação fica na #1 Posição entre os mais vendidos na Inglaterra, conquistando a certificação platina pelas vendas acima das 300.000 cópias.

P.Y.T (PRETTY YOUNG THING)

Em 19 de Setembro de 1983, Michael Jackson batia o recorde do artista a lançar mais compactos para divulgar um único álbum. O sexto single foi a Funky-R&B bem ao estilo Motown, P.T.Y – Pretty Young Thing. A canção alcançou a #10 posição nos ranking dos Estados Unidos, e seu single trazia como faixa bonus a canção Working Day And Night, uma versão LIVE com Michael seus irmãos ,The Jacksons, P.T.Y – Pretty Young Thing alcançou a #11 posição e a faixa bônus era This Place Hotel, também um hit dos The Jacksons. Estima-se que tenha vendido 2.800.000 de cópias desse single, Entre as curiosidades dessa faixa: As irmãs de Michael, LaToya e Janet Jackson participam nos vocais

Lançamento: 18 de Setembro, 1983

Vendas Mundiais do Single: 2.8 milhões

Vendas Digitais: 375.000

Letras, Composição e Arranjos: James Ingram e Quincy Jones

Produção: Quincy Jones

Vocais (P.Y.T): Janet Jackson, LaToya Jackson, Becky Lopez, Bunny Hull

Bateria: Leon “Ndugu” Chancler

Baixo: Louis Johnson

Violão: Paul Jackson

O penúltimo single de Thriller, Pretty Young Thing alcançou a posição número #10 na Billboard Hot 100 e número #46 do R&B se tornando o sexto Top 10 hit do álbum. O single teve maior sucesso na Bélgica, que alcançou a #6 posição.

(Abaixo a nova versão do single lançada na Europa).

No Japão assim como os outros single do disco Thriller, P.Y.T (Pretty Young Thing) ganhou um trabalho de arte na sua capa diferente das edições americana e européia. A exclusividade estava apenas na capa do single, enquanto a canção bônus que veio foi (Working Day And Night – Live).

Originalmente P.Y.T (Pretty Young Thing) foi escrita por Michael Jackson e Greg Phillinganes para o álbum Thriller. Esta versão demo foi re-feita para uma batida mais pop, por James Ingram e produtor Quincy Jones. Ingram descreveu mais tarde que trabalhar com Jackson era inacreditável.

Michael Jackson é capa da revista francesa Lundi em uma edição especial de seus 25 anos, o Rei do Pop também foi noticia em uma outra revista publicada na França, Salute !. Outras edições em que Michael ganhou destaque foram: Rock & Folke e Ciao2001.

Alcançando uma qualidade sonora perfeita, refrões pegajosos e batidas inovadoras totalmente contagiantes, a dançante Pretty Young Thing foi o penúltimo single do álbum Thriller

Quincy Jones faz uma mistura ousada de ritmos como o rock, pop e rhythm and blues trazendo uma personalidade própria, capaz de se tornar hit facilmente. A música é boa, não se compara aos clássicos que viraram hit #1 mas se ouvidas num disco de vinil com um prego no lugar da agulha, ainda assim é uma obra-prima. Para a divulgação desse single no (Reino Unido) inicialmente, previa este lançamento P.Y.T se torna o único single de Thriller a não chegar às dez mais do Reino Unido.

Quando a gravadora de Michael divulgava P.Y.T, o astro pop estava a milhões trabalhando no clipe Thriller. No dia Ouro 21 de novembro de 1983 em Westwood na Califórnia, Michael fecha um cinema e assiste a uma exibição privada de “Thriller”, na ocasião ele recebe mais um disco de Ouro pelas vendas do álbum.

Lançado dois meses depois da canção P.Y.T em novembro de 1983, e acompanhada por um videoclipe de 150 mil dólares, Paul e Mike reuniram forças na tentativa de quebrar a banca e vender mais LPs que qualquer um. Deu certo! Junto com Linda, a esposa do primeiro, gravaram o clipe desta música e cansaram de rodar pela MTV. Lá, faziam de conta que estavam no Velho Oeste (ou coisa assim) e vendiam um tônico para dar força. Saem da cidadela fugidos, mas cantando Say Say Say. A canção, estréia muito bem na parada britânica e só perde o primeiro lugar para “Uptown Girl”, de Billy Joel. As vendas desse single alcançaram as mais de 2 milhões de cópias mundiais.

Say Say Say tem uma letra comum, mas que cativa quem escuta sua melodia que nem de longe lembra uma (balada romântica), mesmo apesar de esse ser o tema principal. Ao analisar a primeira parte da canção Paul diz: (Diga, diga, diga / O que você quiser / Mas não fique brincando / Com os meus sentimentos); passado a parte de McCartney, Michael diz estar: (Completamente sozinho / Eu fico sentado próximo ao telefone / Esperando por você, meu bem / Através dos anos / Como você pode suportar ouvir? / Minhas súplicas por você / Você sabe que eu estou chorando). Enfim, Say Say Say  o toque de Midas de Michael Jackson, um sucesso na sua época.

P.Y.T (Pretty Young Thing) mundialmente teve varias edições de capas. A versão Holanda trouxe uma foto tirada para divulgação do single Wanna Be Starting Somethin,  a tracklist do single holandês trouxe como faixa-b a canção Human Nature do álbum.

Essa música tem um charme cativante, ela não é tão impositiva como Beat It ou tão escorregadia como Human Nature, mas aqueles sintetizadores ondulantes e linhas repetidas de baixo fazem bem o seu trabalho. Mas além do gancho P.Y.T em tom de robô, o que sela o acordo é aquela a voz esganiçada no começo da segunda parte. A canção é perfeita também quando sampleada por artistas que admiram o som de Michael Jackson.

E Deus criou Michael Jackson, assim é manchete da revista americana Show-Biz que trás MJ que também trouxe uma seleção de 16 pôsteres. Um sinal que Thriller é um sucesso mundial, Jackson também estampou seu rosto na publicação de uma revista das ”arábias”, com um nome impronunciável; detalhe adiante, para a publicação de uma matéria sobre Michael na revista alemã Heye as ”canções dos idolos” Canciones De Los Ídolos trouxe MJ na sua capa.

Uma coletiva com a imprensa no Tavern on the Green em Nova York para anunciar os planos para a turnê Victory, que vai reunir Michael com seus irmãos, incluindo Jermaine. Todos os irmãos comparecem, e todos usam óculos escuros. O patrocínio da Pepsi-Cola é também anunciado para promover a turnê, e Michael promete a Roger Enrico, da companhia, que “eles vão fazer a Coca querer que fosse Pepsi”.

(*foto: Michael Jackson, Emmanuel, Jacksons e Don King: coletiva com a imprensa no Tavern on the Green).

Com maciços investimentos em publicidade (garoto propaganda da Pepsi que aparecia em tevês de todo o mundo), Michael Jackson criou um tremendo buzz em torno do álbum. No Brasil foi lançado uma revista ”especial” sobre o idolo pop. O Mundo Mágico de Michael Jackson trouxe um álbum com varias informações sobre MJ e de brinde um LP com os principais ”hits” de Jackson antes de Thriller.

Figurinhas colecionáveis e o Chiclete do Michael Jackson é mais uma parte curiosa lançada com o nome do mega-star que foi às bancas ainda em 1984 para fazer a alegria da criançada e dos adolescentes que ”copiavam” o estilo Jackson. Um álbum também foi lançado para completar a festa, onde os colecionadores tinham que fixar as figurinhas feita de papel no álbum – destaque para as figuras colecionáveis do astro.

THRILLER

Um aparente monstrinho uma brincadeira em meio à seqüências de músicas sérias, varreu o mundo inteiro que assistia estupefato ao clipe inovador feito especialmente para a música e se arrepiava com a voz cavernosa de Vincent Price emblemático ator de filmes de terror, declamando parte da letra. Thriller recebeu críticas positivas dos críticos, porém a canção foi ofuscada pelo seu videoclipe. O sétimo single de Jackson a alcançar o  top-ten da Billboard Hot 100 Chart, chegando ao topo das paradas na França e na Bélgica , as cópias vendidas superam a casa das 8 milhões mundiais.

Lançamento: 23 de Janeiro, 1984

Vendas Mundiais do Single: 8.7 milhões

Vendas Digitais: 2.6 milhões

Letras, Composição e Arranjos: Rod Temperton

Produção: Quincy Jones e Michael Jackson

Violão: David Williams

Bateria: Leon “Ndugu” Chancler

Baixo: Louis Johnson

Violão: Paul Jackson

Michael e sua garota interpretada por Ola Ray ficam sem gasolina no meio de uma floresta, na calada da noite, começam a caminhar e ele pede a moça em namoro, ela aceita e recebe dele um anel. A lua cheia começa a aparecer e Michael se transforma em um monstro com feições de gato.

Assustada, sua namorada começa a fugir, porém é alcançada por ele e é atacada. Ouvem-se gritos e a cena na verdade é parte de um filme de nome Thriller que está sendo exibido em um cinema. Na platéia estão Michael e sua namorada, que está apavorada com as cenas do filme de tal maneira de ela sai no meio da exibição.

Caminhando pelas ruas eles passam em frente de um cemitério e de repente começam a aparecer zumbis que começam a perseguir o casal. Michael também se transforma em zumbi e com os demais começam uma performance de dança que dura boa parte do vídeo. A namorada de Michael, que está fugindo é encurralada em uma casa abandonada e quando os zumbis estão prestes a atacá-la, ela acorda e percebe que tudo foi um sonho e que ela dormiu no cinema.

Michael, que está ao seu lado, pergunta o que aconteceu e oferece para levá-la para casa, ao final ele aparece como um monstro de olhos amarelos e pode-se ouvir uma gargalhada maquiavélica.

Considerado como o segundo single de maiores vendas da carreira de Michael Jackson (atuais 8.7 milhões de cópias) a gravadora de Michael mundialmente ainda comercializa o disco físico da canção de Thriller. A foto ao lado mostra a edição especial do single lançada em Janeiro de 1984 nos principais países da América Latina, isso incluem Argentina, Chile, México, Colômbia, Venezuela e Brasil.

Refrão – (Por que isso é terror / noite de terror / Porque isso é terror, noite de terror / E ninguém vai te salvar / Da besta pronta para atacar / Você sabe que é terror, noite de terror / Você está lutando por sua vida / Numa noite assassina de terror).

(*foto: A CBS/Epic Records lança a edição especial do single de Thriller. A novidade está apenas na nova capa do single. O disco veio com a faixa Things I Do For You; hit dos The Jackson na sua versão ”LIVE”)

Thriller e sua faixa musical parece não apenas ter passado pela prova do tempo, ela se mantem consistente até hoje. A canção é excelente – batida funkeada, letra aparentemente tirada de algum livro de histórias de terror. A promoção da canção no globo terrestre, fizeram com que 1 milhão de cópias do álbum fosse vendidas em uma semana.

Nessa canção mostrava um Jackson mais confiante, com as certezas necessárias para assinar o seu álbum definitivo. O tema-título, que arrebatou televisões e deixou bem marcada a imagem de uma artista a partir de então inesquecível… Michael é a inspiração para uma legião de seguidores intermináveis.

FONTE :MJBEATS/EDICHYS

Sobre PoemforMJ

Michael ... "Quando olho no dentro dos seus olhos eu sei que é verdade.Deus deve ter gasto um pouco mais de tempo em você!"
Esse post foi publicado em Decifrando Michael, fotos com historia, MJBEATS/EDICHYS, Textos e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Thriller (Informações e Curiosidades)

  1. gallramos disse:

    MJJ que grandiosidade essa reportagem,fiquei admirando cada single e cada objeto,cada revista e tive uma vontade louca de possuír.Eu queria ter vivido toda aquela época em que tudo foi lançado pq eu queria ter tido essa oportunidade de ter em minhas mãos,esse grande tesouro.Apaixonante cada milímetro de cada história,cada centímetro de Michael e eu sou abençoada por ter vivido a geração em que Michael mostrou toda sua beleza em corpo,alma e coração.

    • MJJKING disse:

      Gall .. eu vivi este lançamento de Thriller mas .. como já falei para vc qdo se é pobre as coisas chegam para a gente com anos luz de atraso.
      Nunca tive sequer uma revista do meu idolo na epoca por falta de condições .
      Vi Thriller na MTV e a musica tocada td instante nas radios que em casa eram nossos luxos uma tv 14 e um radinho de pilha.
      Foi assim que MJ chegou a mim e o amo e amo de paixão!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s