Relatos de uma jornalista: Jacko Ou Michael

Olá!

*Bem, como devem saber, esse blog contém textos de fatos  sobre o Michael. Antes de postar, pesquiso as fontes. Nesse post, há dois textos sobre uma mesma história. Achei uma foto num site sobre o Michael, onde descobri que a moça abraçada com ele é uma jornalista, chamada Fiona Cummins. Como no tal site, o relato da moça estava resumido, botei seu nome no Google para encontrar o completo. A Fiona fez duas “versões”, uma ainda em 2006 e outra, em 2009, ainda no dia 25 de junho, ambas para o jornal Daily Mirror. Achei “interessante” a diferença dos textos, já que, no primeiro, apesar de não ser tão agressiva quanto outros jornalistas eram em relação ao Michael, Fiona usa bastante o termo Jacko, o qual todos os fãs do Rei simplesmente ABOMINAM. Já o segundo texto é muito mais detalhado e, quem sabe, até delicado e romântico. Não quero julgar ninguém – já fizeram isso demais com o Michael e cabe aos verdaeiros fãs NÃO repetirem o ato, mesmo que numa dose reduzida, com quem quer que seja, já que provamos o gosto amargo de ver, por anos, nosso ídolo difamado e agredido por tantas pessoas -, mas é interessante ver como as pessoas só dão valor a alguém quando o perdem. Boa leitura.

Por Lais do blog http://mjfotosefatos.wordpress.com/

Texto 1

Michael Jackson Exclusivo: O homem… E o espelho

Por Fiona Cummins, 25/06/2006

Com um aperto de mão surpreendentemente firme – e um abraço totalmente inesperado – foi assim que a lenda do pop, Michael Jackson, me concedeu uma entrevista exclusiva.

O cantor estava em clima de festa, ontem, quando nos reunimos na sede da Harrods em Londres, propriedade do seu amigo próximo Mohamed Al Fayed.

Ele chegou às 13:05, sem alarde, sem guarda-costas, sem comitiva – e apenas um vestígio de maquiagem.

Essa foi sua primeira entrevista cara-a-cara desde que foi absolvido da acusação de abuso infantil no ano passado – e eu não tinha certeza do que esperar.

Mas Jacko – que muitas vezes passa a impressão de que prefere manter as pessoas à distância de um braço – cumprimentou-me como um velho amigo.

Com um largo sorriso, ele me estendeu a mão, em seguida, jogou seus braços em volta de mim, espalhando sobre mim o cheiro de seu perfume adocicado.

Ele parecia totalmente diferente da figura magra, encurvada que emergiu pesando apenas seis pedras no final de seu julgamento nos EUA ,em junho do ano passado.

E a estrela de 47 anos de idade estava mais do que feliz em conversar após finalmente sair do seu exílio auto-imposto, no Bahrein.

Ele parecia relaxado quando falou sobre a reconstrução de sua carreira manchada e seus planos para criar uma nova Neverland na Grã-Bretanha. Ele disse: “Estou aqui em Londres a trabalho por alguns dias, eu amo isso aqui.. Eu estou procurando um lugar para morar. Sempre gostei do Reino Unido e adoro os fãs daqui”.

Michael sorriu e acrescentou: “Eu também estou visitando meu grande amigo Mohamed – Porque ele é O homem”.

Jacko agendou uma série de reuniões de negócios no Reino Unido e vai dar uma olhada muma propriedade de luxo em torno da capital.

Ele também planeja visitar lugares na Escócia e na Irlanda, numa tentativa de recriar o parque de diversões da Califórnia que já foi seu santuário.

Perguntado sobre sua saúde, Jacko insistiu: “Eu estou bem – muito bem obrigado, eu estou me sentindo bem”. Ele diz que também está trabalhando em um novo álbum – o primeiro desde Invincible, em 2001.

Então, com um gentil tapinha nas costas, disse adeus e seguimos nossos caminhos diferentes.

Quando saí para pegar o metrô de volta para o escritório, ele se dirigia para sua limusine com motorista, e eu ainda podia sentir o leve aroma de seu perfume na minha mão.

E acho que pude ter presenciado os primeiros passos da saída de Jacko das sombras.

Fonte: http://www.mirror.co.uk/celebs/news/2006/05/25/michael-jackson-exclusive-the-man-and-the-mirror-115875-17128256/

Texto 2.

Eu e Michael Jackson: Quando conheci o Rei do Pop

Por Fiona Cummins, 25/06/2009.

Ainda me lembro de cada detalhe sobre a primeira vez que conheci Michael Jackson.

O cheiro de lavanda de sua pele, sua voz macia, o jeito que ele me abraçou espontaneamente, embora nunca tivesse me conhecido antes.

Enquanto me sento na minha mesa em casa e escrevo estas palavras, mal posso acreditar. O Rei do Pop está morto.

Jackson sofreu um ataque cardíaco fulminante em sua casa em Los Angeles, mas morreu quando chegou ao hospital. Ele tinha apenas 50 anos.

Numa ironia do destino, uma vida retirada antes que ele tivesse a chance de fazer sua tão esperada volta por cima e provar ao mundo que ele ainda era o Rei do Pop.

Ele era um enigma, Michael Jackson. Nunca conseguiu livrar-se das acusações de abuso infantil, embora tenha protestado veementemente sua inocência, mas um dos maiores artistas de todos os tempos.

Nós nos conhecemos no Harrods três anos atrás, quando ele foi visitar seu velho amigo Mohammed Al Fayed, e concordou em me conceder uma entrevista.

Eu conheci um monte de celebridades ao longo dos anos, mas nenhuma delas gostava muito do status lendário de Jacko, provavelmente o homem mais famoso do mundo.

Excepcionalmente, eu estava muito nervosa e não completamente certa sobre o que esperar. Eu tinha lido histórias sobre como suas cirurgias plásticas deram errado, sobre sua obsessão com máscaras, a síndrome de Peter Pan de um menino preso em corpo de um homem, então foi uma surpresa ser recebida com um aperto de mão surpreendentemente firme e um sorriso agradável.

Na verdade, ele usava apenas um vestígio de maquiagem e esbanjava simpatia, atirando os braços musculosos em volta de mim em um abraço de boas-vindas.

Nós conversamos por alguns minutos e ele estava atento, interessado e interessante.

Eu sabia, desde então, que quando ele finalmente voltasse ao palco, seria para dar o show de toda uma vida.

Michael nunca teve medo do trabalho duro e, quando ele começava algum projeto, dava tudo de si.

Os detalhes completos da sua morte sairão no momento oportuno, mas sabendo o que sei sobre esse homem, temo que ele tenha colocado seu corpo através de um sistema de punição e não havia nenhuma maneira que pudesse lidar com a tensão.

Ele não fez as coisas pela metade, você vê. Ele queria provar que ainda podia cantar e dançar como há 25 anos atrás.

Mas agora ele nunca vai fazer o retorno triunfante aos dias de glória que todos estávamos esperando.

O mundo perdeu uma de suas estrelas mais brilhantes, a família Jackson perdeu o seu filho mais famoso e três crianças perderam o pai.

Fonte: http://www.mirror.co.uk/celebs/news/2009/06/25/me-and-michael-jackson-when-i-met-the-king-of-pop-115875-21471876/

Nota minha: A introdução do texto é uma resalva da *Lais (Do blog MJ fotos e fatos) de onde eu extrai esta materia  do Blog http://mjfotosefatos.wordpress.com/

Sobre PoemforMJ

Michael ... "Quando olho no dentro dos seus olhos eu sei que é verdade.Deus deve ter gasto um pouco mais de tempo em você!"
Esse post foi publicado em Decifrando Michael, fatos e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Relatos de uma jornalista: Jacko Ou Michael

  1. Leninha disse:

    A jornalista já chegou a entrevista com idéias preconcebidas na cabeça, mas bastou um abraço caloroso e sincero e um sorriso capaz de iluminar o mais triste dos dias que ela ficou desarmada e pode formar sua própria opinão sobre o grande homem que é Michael, mesmo que esse reconhecimento ela só tenha percebido no dia 25/06/2009.
    Mas antes tarde do que nunca.

  2. Jehhh disse:

    O Michael sempre surpreende os que tiveram a SORTE de conhecê-lo pessoalmente. Dava tudo pra estar no lugar dessa moça…
    Ótima matéria, querida!
    Beijos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s