Dangerous

Dangerous (Informações e Curiosidades)

Dangerous marca o inicio daquilo que era considerado como ”os novos tempos” de Michael já que sua parceria vitoriosa de 12 anos com o produtor Quincy Jones tinha chegado ao fim; Jackson estava decidido que poderia fazer muito da produção por ele mesmo, foram chamados então para a co-produção Bill Bottrell, Bernard Belle e Bruce Swedien, que já tinha trabalhado nos álbuns anteriores. Dangerous reúne 14 canções e gerou nove compactos, incluindo três números um: Black Or White, Remember The Time e In The Closet.

Selo: Epic Records / Sony Music

Lançamento: 26 Novembro, 1991

Produção: Michael Jackson / Teddy Riley / Bill Bottrel / Bruce Swedien

Vendas Mundiais: 32 milhões

1. Jam

2. Why You Wanna Trip on Me

3. In the Closet

4. She Drives Me Wild

5. Remember the Time

6. Can’t Let Her Get Away

7. Heal the World

8. Black or White

9. Who Is It

10. Give In to Me

11. Will You Be There

12. Keep the Faith

13. Gone Too Soon

14. Dangerous

Michael Jackson não só marcou os anos 90 pelas musicas, como também pelos clipes cada vez mais caros e cheio de inovações;  seguiram-se os lançamentos de diversos singles e seus respectivos video-clipes: Remember The Time, Jam, In The Closet, Who Is It, Heal The World, Give To Me Will You Be There, e Gone Too Soon. O álbum Dangerousvendeu as 32 milhões de cópias; tornando-se então o segundo álbum mais vendido da carreira de Jackson e figura como o álbum de um artista masculino mais vendido da década de 90.

BLACK OR WHITE

No dia 14 de Novembro de 1991 todos os fãs aguardam ansiosos pela a volta de Michael Jackson anunciada pela MTV. E concretizada pelo video clipe Black Or White, de 11 minutos de duração, trasmitido para todo o mundo simultaneamente. O mundo assistia pasmado ao video-clipe Black Or White. O show de efeitos especiais e a musica contagiante leva o single dessa canção para a #1, e lá permanece por 7 semanas. Dangerous chega às lojas com 4 milhões de cópias já vendidas, e reúne 14 faixas com produção de Teddy Riley considerado um dos criadores de um novo tipo de som chamado: New Jack Swing.

Black Or White foi o primeiro single de Michael Jackson lançado em 11 de Outubro de 1991 para divulgação do álbum Dangerous. Tendo sua composição, letras e arranjos feitos pelo Rei do Pop e o rap por Bill Bottrell a canção promoveu a união racial negro/branco.

Seu riff é um dos mais conhecidos no mundo todo. A canção ficou em primeiro lugar em mais de 18 países, e se tornou o segundo maior sucesso do cantor,  atrás somente de Billie Jean. Seu single vendeu cerca de 4 milhões de cópias e é considerado o mais vendido da década de 90.

Lançamento: 11 de Outubro, 1991

Vendas Mundiais do Single: 4 milhões

Vendas Digitais: 650.000

Letras, Composição e Arranjo: Michael Jackson

Produção: Michael Jackson e Bill Bottrell

Teclados: Brad Buxer, John Barnes e Jason Martz

Baixo: Terry Jackson

Bateria: Bryan Loren

Rap (Performance): L.T.B

Guitarra: Bill Bottrell

Os primeiros minutos do vídeo apresenta uma versão estendida da música que introduz Black or White onde um jovem garoto, interpretado pelo então astro-mirin Macaulay Culkin, ouvia a música em alto volume, até ser reclamado por seu pai furioso (George Wendt), que exige que ele desligue o som. O garoto resolve passar por cima das ordens do pai e de luvas, óculos escuros e guitarra na mão, toca poucos acordes com o instrumento, que levado em alta potência, fazem os vitros da casa se quebrarem e manda seu pai para a África.

Lá ele encontra Michael, que começa a cantar a música, passando por vários lugares no mundo. No final do vídeo passam várias pessoas de várias raças se transformando uma na outra através do efeito morfo, inédito na época. Terminada a canção, uma pantera, e sai dos estúdios. Depois disso a pantera se transforma em Michael Jackson. Segue uma sequência passada em um beco escuro de Nova York, onde Michael realiza alguns passos complexos de dança e destrói mensagens racistas pichadas num carro e nas ruas. Por fim, ele vira novamente uma pantera e foge. No final mostra os Simpsons assistindo o clipe.

Esse é um item raro: para a exibição do video-clipe no Reino Unido a Sony Music distribuiu um kit promocional do VHS que trouxe o do clipe Black Or White. A ”fita” do video da canção hit é tão raro que mesmo passados 18 anos ainda é disputado por fãs colecionadores:

Originalmente com 10 minutos o video Black Or White foi estreado simultaneamente canais MTV, VH1, FOX em Dolby Surround, tornando-se uma das estréias mais assistidas de todos os tempos 500 milhões de pessoas. O clip é tecnicamente relevante por mostrar uma das primeiras metamorfoses geradas em computador; foram gastos 2 milhões de dólares e seis semanas para a sua produção.

O videoclipe foi exibido simultaneamente em todo o mundo e no Brasil pelo programa semanal Fantástico, da Rede Globo. Assim que o vídeo acabou, a reação foi a mesma em todos os cantos do mundo. Todos ficaram chocados com os quatro minutos finais do vídeo. Na sequência, Michael dançava até que em determinado momento ele quebra uma garrafa de vidro e em seguida estraçalha um carro parado na rua usando apenas um pé-de-cabra. Depois, ainda quebra algumas janelas e em um acesso de fúria rasga a própria roupa.

O trecho foi considerado bastante violento e a polêmica novamente armada pela mídia fez Michael ir a público para pedir perdão pelo vídeo. Michael resolveu cortar os quatro minutos finais e, portanto a versão oficial do vídeo é a versão reduzida. Em seu comunicado oficial ele afirmou:

“Entristece-me pensar que Black Or White poderia influenciar qualquer criança ou adulto a ter um comportamento destrutivo. Eu sempre tentei ser um bom exemplo e, portanto, fiz estas mudanças para evitar qualquer possibilidade de, inadvertidamente, afetar o comportamento de qualquer indivíduo.”

Mesmo assim a versão sem cortes ainda foi exibida pela MTV americana entre 01:00 e 04:00 horas, entretanto, Michael determinou que a exibição fosse suspendida. Com o ”polêmico video” MJ foi capa da revista Entertainment

Black or White surgiu como uma espécie de resposta. A cada dia, a cor da pele de Michael era cada vez mais questionada pela imprensa do mundo todo, fato que iniciou-se desde a era Bad.  Mas dessa vez, Michael estava cada vez mais branco. Boatos de que ele teria mudado a cor de sua pele propositalmente por meio de um tratamento intensivo com Hidroquinona varreram o mundo. Essa era a primeira “excentricidade” de Michael Jackson, assim noticiava os jornais. Entretanto, o que nínguem sábia, era que na verdade, o astro sofria de Vitiligo.

Mas por incrível que pareça, ainda tem muita gente que realmente crê que Michael mudou a cor de sua pele propositalmente. E Black or White é uma resposta a essas pessoas. Cansado das polêmicas em torno disso, ele escreveu a música pretendendo acabar com o racismo de vez e criar uma unidade interracial. Black or White figura entre uma das canções mais polêmicas de Michael, primeiro devido a sua letra que soa como um desabafo e depois pelo seu videoclipe controverso. Polêmicas a parte, a música foi um sucesso nos quatro cantos do mundo.

Foram 4 milhões de cópias vendidas somente com o single Black Or White, a Sony Music queria tirar mais proveito da canção que colocou novamente Michael Jackson no top #1 das paradas de sucesso. A cartada final veio com uma nova edição da musica Black Or White lançada somente na Europa em Janeiro de 1992 o cd promocional da versão mix do hit Black Or White: Black or White The Clivillés & Cole Remixes – ou mais conhecido como Black Or White Remixes; alcançou a #14 posição no ranking do Reino Unido.

Com a produção de David Clivillés Robert Cole o mix na Irlanda chegou na #11 posição; a canção tornou-se um dos hits dance preferido dos Europeus marcando o agito das noites. Previamente seu sucesso atingiu também a Ásia e Oceania. (a imagem mostra diferentes capas do single Black or White The Clivillés & Cole Remixes

Vídeos de propaganda de 30 segundos, dirigidos por David Lynch o mestre que produz curtas e animação, começam a ser exibidos para promover o lançamento do novo álbum do Rei do Pop, Dangerous. O clipe exibe Michael Jackson no deserto dançando ao som do primeiro single do disco: Black Or White.

Michael Jackson foi a celebridade que mais apareceu nas capas de revistas em 1991, tambem pudera, o efeito do sucesso era o disco Dangerous e a musica Black Or White. A revista americana TV Guide trouxe aos seus leitores detalhes do mega-video Black Or White, a Smash Hits e Top 40 também trouxeram detalhes do clipe milionário; já a Hitmakers publicou sua edição inteira a Michael Jackson: A Special Tribute to the Genius Michael Jackson.. traz a manchete de sua capa !

Do Brasil á India, Black Or White ainda é a canção que mais sucesso fez do álbum Dangerous, a edição do CD-Single, Black Or White foi lançada em um cover-exclusivo especial no Japão como mostra a primeira imagem – o disco comercializado com uma tiragem limitada trouxe nas suas faixas a versão original da musica e sua instrumental; nos Estados Unidos o mix C&C foi divulgado apenas para as rádios; no país copias limitadas do vinil-promocional foram comercializada:

Em 20 de Novembro a 6 dias do lançamento mundial do álbum Dangerous a Sony Music britânica faz uma festa para a imprensa no Hotel Savoy em Londres a fim de apresentar com exclusividade o novo single de Jackson: Black Or White. 500 jornalistas de toda a Europa receberam um super-convite de luxo como podem perceber a foto abaixo as letras que escrevem no nome Michael Jackson e o nome do single receberam uma atenção especial holográfica:

Outras edições de um dos singles mais vendido da década de 90, Black Or White continuavam a ser lançada nos principais pólos fonográficos daquela época. Negro O Blanco, a versão mexicana da canção hit #1 foi lançada com exclusividade no México. Suas cópias (50.000) atingiram a certificação de disco de ouro. O álbum com as faixas (Radio Edit e Instrumental) vinheram com letras escritas em espanhol:

Astro total da vez na Alemanha é comercializado a revista oficial de Michael Jackson, na capa da edição n°4 de Black Or White Magazine a pose Jackstyle; até nos Emirados Árabes Unidos, Michael é capa pelo seus feitos na revista Gulf Weekly, no Brasil ele e capa da Letras Traduzidas Bizz e a TV Guide,  revista norte-americana traz a seus leitores detalhes exclusivos do Making-Off de Black Or White, na publicação eles dizem: Michael Mania

Michael Jackson inicia uma visita de duas semanas à África. Ele visitou a República do Gabão e foi escoltado durante as visitas a Abidjan na Costa do Marfim, Dar-Es-Salaam, na Tanzânia, Nairobi e Egito. Michael foi recebido por 100 mil pessoas ao chegar em Libreville, no Gabão. O presidente Omar Bongo o presenteou com a Medalha de Honra no Hall do Embaixador, no Palácio Presidencial.

No vilarejo Krindjabo, na Costa do Marfim (oeste da África), povoado pela tribo Agni, Michael foi coroado “Rei de Sani” pelo chefe tribal Amon N’Djafolk e na Tanzânia foi lançado um selo especial com a imagem de Michael.

Michael viajou 48 mil quilômetros em 11 dias, mas suas excursões a hospitais, orfanatos,escolas, igrejas e instituições para crianças com deficiência mental receberam pouca cobertura da imprensa. Ao contrário, durante esta sua viagem, Michael  tornou-se alvo de críticas. Porém, contrariando os críticos a viagem de Michael a África foi uma vitória na qual ele teve mais espectadores que Nelson Mandela no Gabão e mais do que o papa na Costa do Marfim, os patrocimnadores queriam que ele estendesse sua viagem para atender aos pedidos de visitas a todos os lugares.

REMEMBER THE TIME

Remember The Time o segundo single de Dangerous foi lançado em Março de 1992. A canção que usa a sonoridade de um novo estilo musical New Jack Swing criado por Teddy Riley, utiliza batidas que causa impacto e deixam os instrumentos mais break dando um aspecto bem urbano e ganhando pelas dosagens R&B. Remember The Time ficou na #3 posição no Hot 100, e em #1 das canções mais ouvidas das rádios da América; mundialmente esse single vendeu cerca de três milhões de cópias; um sucesso:

Lançamento: 03 de Março, 1992

Vendas Mundiais do Single: 3 milhões

Vendas Digitais: 277.000

Letras e Composição: Teddy Riley, Michael Jackson e B. Belle

Produção: Teddy Riley e Michael Jackson

Teclados: Teddy Riley

Bateria: Teddy Riley

Baixo: B. Belle

Guitarra: B. Belle

Michael Jackson está no Egito antigo a ação é inovadora e inclui além de efeitos especiais e presença de celebridades como Eddie Murphy e Magic Johnson, uma complexa sequência de dança, que acabaou se tornando a base de todos os outros vídeos de Dangerous. Pela primeira vez em toda sua carreira, Michael Jackson deu um beijo na boca em ”público”.

Na tela, o diretor responsável foi John Singleton famoso em dirigir a sequência do filme Velozes e Furiosos. Para a produção do vídeo clipe Remember the time foram gastos 1.2 milhões de dólares, tornando-se o 15° video-clipe mais caro de toda a historia.

Talentoso, criativo, dançarino, excêntrico, ousado e… tímido ?. Sim apesar de toda a energia no palco Michael Jackson era muito tímido. Pessoas próximas ao astro afirmavam que havia um vulnerável lado dele que fazia você querer tomar conta dele e protegê-lo.  No vídeo de Remember The Time um curta-metragem de 9 minutos exibido simultaneamente na Fox, BET e MTV mostra o primeiro beijo cinematográficodo Rei do Pop. Imaginem com ele teria ficado tímido depois da cena:

Lançada em Março do ano de 1992, Remember The Time chegou a #1 posição no ranking das musicas mais tocadas nos Estados Unidos (US Billboard Hot 100 Airplay). Nesse clipe Michael faz questão de dizer que tem orgulho de sua raça, elegeu dois negros como rei e rainha de um império egípcio:

O single da musica Remember The Time foi comercializado em vários formatos. Mesmo Michael Jackson não gostando muito de ”remixes” a gravadora lançou diversas edições da canção que traziam entre os DJ’s mais badalados daquela época. Destaques para o mix: Silky Soul, New Jack Radio Mix, Main Mix e E-Smoove’s Late Nite Mix: – Abaixo o single lançado exclusivamente no Japão:

Versões K-7 do segundo single que divulgou o álbum Dangerous no mundo Remember The Time foi comercializado na Europa e Ásia. Uma das novidades desse single foi à inclusão da musica exclusiva, mas não inédita: Come Togheter. Come Togheter canção original dos Beatles chegou ao topo da paradas pop dos Estados Unidos em 1969. Uma outra edição K-7 foi comercializada na Espanha: Recuerda Aquel Tiempo.

Remember The Time é um clipe impar na carreira do astro-pop. O talento de alguns fãs desenhistas retratam a cena do vídeo de Remember The Time. A rainha entediada busca por entretenimento, surge Michael Jackson e abala seu coração o rei por sua vez fica furioso e corre atrás do rei do pop:

Depois do hit mundial Black Or White, Remember The Time chegou com tudo. A revista alemã, trouxe Jackson como destaque: O super-video de Jackson. Outras publicações deram destaque ao artista como o ”Grande Retorno” depois de anos recluso, como a revista da Espanha: El Gran Musical e Wom Journal. Na Alemenha uma série de revistas especiais sobre Jackson também foram comercializadas, destaque para a edição Black Or White:

Sucesso mundial Remember The Time chegou na #1 posição em mais de 10 paises e seu single vendeu cerca de 3 milhões de cópias (certificado pela Sony Music no ano de 1995). No Japão essa musica alcançou a #5 das mais tocadas e seu single foi comercializado num formato exclusivo no país: mini-cds. Uma outra edição do single foi lançada para um mercado que na época era crescente, os ”remixes”, o selo Epic publicou cerca de 1.000 cópias promocionais do LP Remember The Time: Ultimix 1991 Promo Remix.  

Remember The Time – Maxi-Single, lançado somente na Europa foi uma edição limitada da canção hit que ficou em #1 em diversos países.  distribuído pela Sony Music o disco raro é  um item de colecionador que trazia 9 faixas, todas (mix): Remember The Time, 12″ Main Mix, New Jack Mix, New Jack Main Mix, Silky Soul 7″ Mix , Silky Soul 12″ Mix, Silky Soul Dub,  E-Smoove’s Late Nite Mix e Come Together.

No formato K-7 (cassete) milhares de cópias foram vendidas do álbum Dangerous a sua maioria teve comercialização em países asiáticos e parte da América Latina. O folder do disco não deixou nada a desejar mesmo se tratando de um K-7, apesar de ser um álbum com mais de 70 minutos a edição K-7 foi lançada em um formato chamado Extra Length (Tamanho Extra).

O Disco de vinil ou simplesmente Vinil ou ainda Long Play (abreviatura LP ou coloquialmente bolachão tinha a capacidade normal de cerca de 20 minutos por lado; o álbum Dangeous tem 77 minutos de duração e a Sony Music distribuiu em cópias limitadas dezenas LP Dangeous com 2 LP’s

Michael faz uma coletiva com a imprensa no Radio City Music Hall para anunciar os planos de sua próxima turnê mundial, que vai ser beneficente para a sua recém-fundada Heal the World Foundation.  No dia 3 de fevereiro de 1992, Michael anunciou que queria voltar aos palcos; e queria que fosse o maior show da Terra. Foram chamados para o time de Michael nomes como Kenny Ortega para ajuda-lo nas coreografia Siedah Garret e o mágico David Copperfield no ilusionismo.

Jet Magazine traz Michael, Eddie e Iman na capa e a manchete: ”Michael Jackson’s new video Remember The Time when blacks were kings and queens”, se traduzido é como fosse: ”Novo video de Michael Jackson: o tempo em que negros eram os reis e rainhas”. Outras edições de revistas publicadas no momento do lançamento de RTT:  Fama,  revista brasileiríssima: Michael Jackson: A Pantera Mostra As Garras, o hit Black Or White era o destaque. Music Man (Áustria) e Verônica (Holanda) também publicam matérias especiais sobre o Rei do Pop e seu vídeo clipe.

Pelas fantásticas vendas mundiais, uma edição especial e limitada o disco Dangerous para colecionadores foi lançada em junho de 1992 pela Sony Music/Epic Records. Dangerous – 3D assim como chamado popularmente ou (Deluxe Edition) teve tiragem inicial e única de 1.000 cópias; a arte na capa do álbum está em relevo e traz novas imagens feita pelo pintor pop-surrealista Mark Ryden: – no Brasil a edição especial chega a ter um valor inicia de R$500 reais:

Quando o álbum Dangerous foi lançado na década de 90 os computadores estavam em expansão, aproveitando essa onda, foi lançado o Interactive Music Pack que nada mais era um disquete com apenas 5 canções. Acompanhado com um livro que traziam fotos e letras das musicas Rock With You, I Want You Back, ll’Be There, Billie Jean, e Thriller, o som tinha a qualidade MIDI:

A popularidade dos seus vídeos musicais foram o propulsor para o sucesso da MTV (Music Television). Em  1991 a emissora fez 10 anos e para comemorar chamou Michael Jackson para dar uma palinha, o Rei do Pop canta 2 canções de seu recente álbum Dangerous, Slash o guitarrista do Guns N’ Roses, aparece tocando o hit #1 Black or White. Michael também faz uma performance de Will You Be There. As filmagens acontecem no Aeroporto de Santa Monica, em Los Angeles.

Michael Jackson e Teddy Riley lançaram um novo gênero musical, s esse novo gênero eles deram o nome de new jack swing que mesclava os ritmos, samples e técnicas de produção do hip hop com o som urban contemporary do R&B. New Jack Swing usa solos harmoniosamente tocantes, ou vocais em harmonia, cantados sobre ritmos e batidas.  Abaixo versão especial do single de Remember The Time lançado na Holanda. Esse vinil trouxe a compilação dos remixes produzido por Teddy Riley chamado ”New Jack Mixes”.

IN THE CLOSET

Depois de Black or White e Remember The Time, In The Closet foi lançado mundialmente dando sequência a multimilionária campanha promocional de Dangerous em maio de 1992. In The Closet fez grande sucesso nos Estados Unidos, chegando ao #6 e ficando 4 semanas no Top 10 –  foram 20 semanas no Top 100 – 300.000 cópias de seu single vendidas por lá sendo o terceiro single #1 consecutivo no R&B chart e ganhou certificação de ouro. No Reino Unido a faixa chegou ao #8 e ficou durante apenas 6 semanas no Top 75. A performance mundial foi moderada – chegando ao Top 15 na maioria dos países, na Austrália, In The Closet ficou na #6 posição e o seu disco quando certificado ganhou status de ouro pelas mais de 35.000 cópias vendidas.

Lançamento: 08 de Maio, 1992

Vendas Mundiais do Single: 1.5 milhões

Vendas Digitais: 90.000

Letras, Composição e Arranjo: Michael Jackson e Teddy Riley

Produção: Michael Jackson e Teddy Riley

Teclados: Teddy Riley

Baixo: Teddy Riley

Bateria: Teddy Riley

Dueto: Michael Jackson e Mystery Girl (Princesa Stéphanie de Mônaco)

Vocal (Arranjos): Michael Jackson

Para  In The Closet Michael chamou Herb Ritts que tinha ganhado dois MTV Video Awards por seu trabalho em vídeos musicais de Janet Jackson. Disposto a deixar mais ”hot” o vídeo de In The Closet Herb chamou a supermodelo Naomi Campbell, a química MJ e Naomi foi perfeita que a timidez do astro-pop foi ignorada; In The Closet foi o tapa na boca para silenciar os críticos que questionaram sua sexualidade. Assim como diz nos primeiros versos: (Ela é uma amante / Que me excita / Vale a pena me entregar? / Vale a pena tentar?)

O estilo, som musical da época passou por diferentes fases, do Disco ao Rock, a tendência na década de 90 era os chamados remixes e Michael acompanhou de perto essa mudança. Para o single In The Closet ele mesmo escolheu o DJ para mixar a canção e incluir no maxi-single do disco; Frankie Knuckles o DJ mais badalado da época se encarregou na produção do novo som de In The Closet. O sucesso da faixa In The Closet – The Promisse foi tão grande que a Sony Music publicou 3 versões single do disco Behind Out The Door Mixes:

Michael é capa de revista na época em que a musica e o vídeo In The Closet era divulgado em todo o mundo. A Class Magazine uma publicação norte-americana mostrou a ”pegada” de Michael, enquanto a  Smash Hits trouxe ao seus leitores detalhes do vídeo mais hot do Rei do Pop. Outras capa de revista em que Michael apareceu ao lado da supermodel Naomi Campbell foram Rtr Countdown com um titulo nada mais que sugestivo: Let’s Talk About Sex / Estão Falando Sobre de Sexo; e a Top Secrets que truxe um pôster de Michael:

In the Closet (em português “Em Segredo”) é um termo americano que significa que parte da vida da pessoa não é exposta, seja por ser desconhecido ou simplesmente por vergonha da mesma, como se fosse a porta de um armário, que por alguma razão, não pode ser aberta.

É um termo confuso, porém bastante popular na cultura americana. Quando Michael Jackson e Teddy Riley  sentaram para escrever a canção, eles planejaram fazer algo sobre como manter as relações amorosas em segredo. Entretanto, quando a música foi lançada, o público reagiu diferente a mesma. Muitos acharam que Michael era homosexual, pois além da letra da canção, o cantor jamais fora de exibir sua vida amorosa em publico, salvo as vezes em que aparecia publicamente ao lado de Brooke Shields. Na tentativa de suprimir os boatos foi produzido um videoclip, dirigido por Herb Ritts, onde Jackson aparece em meio a danças sensuais com a modelo Naomi Campbell:

Na Europa a capa do single In The Closet ganhou uma cor diferente (preto) do que divulgado nos Estados Unidos (laranja) e Japão (azul e vermelho). O single trouxe remixes exclusivos para essa edição européia tais como: In The Closet (Club Mix), ( Underground Mix), (The Promise) e (The Vow). A edição americana e Japonesa do single também foi lançada na Europa porém, com poucas copias distribuídas:

O disco Dangerous rendeu a Michael Jackson diversos prêmios; nosso Rei do Pop um dos maiores e mais influente artista da geração em  5 de fevereiro de 1992  na capital Washington, comparece ao NABOB Lifetime Achievement Award onde recebe o prêmio de artista com maior influência na Black Music na area da comunicação. Na ocasião o Rei do Pop recebe a homenagem das mãos de filha do Reverendo Jesse Jackson como podem ver na foto:

Michael Jackson e Naomi Campbell participam de um evento da MTV: a fotografia foi tirada durante um encontro de Michael e os ganhadores de da promoção do canal de musica, no dia 29 de março de 1992 em Palm Springs: – na ocasião para os fãs reunidos foi exibido o clipe In The Closet:

Abaixo a primeira imagem mostra o vídeo (VHS) promocional do clipe de In The Closet distribuído para imprensa mundial, tais canais MTV, FOX e BET que transmitiram o vídeo hot de Michael e Naomi Campbell. Logo a imagem seguinte exibe o single de In The Closet comercializado no formato (mini-disco) exclusivo no Japão:

Na Alemanha o single In The Closet comercializado no formato cassette trouxe 4 perguntas para serem respondidas pelos fãs, a melhor resposta ganharia o ingresso para assistir a turnê Dangerous em Londres. As perguntas variavam: Qual a criança famosa que aparece no vídeo Black Or White ? / Qual a canção escrita por Lennon e McCartney que Michael canta? / Nome de dois discos de Michael Jackson; e a ultima questão, perguntava porque o fã quer conhecer Michael Jackson.

Um álbum promocional exclusivo foi lançado pela Sony Music e o selo Epic no Brasil em 1992. The Medleys foi comercializado em copias limitadas em nosso pais nas versões CD e vinil. O disco trouxe 2 medleys o primeiro deles chamado, Back To The Past com canções clássicas de Michael como, Rock With You Billie Jean, Off The Wall, Thiller, Shake Your Body e entre outros; o segundo mix de musica foi o Medley chamado: The Dangerous New Jack Medley que trouxe o melhor dos hit do disco Dangerous. Canções como Remember The Time, Jam, Black Or White ‘ foram editados pelo DJ brasileiro Naldo:

Nos meses que seguiram o lançamento de Dangerous com uma campanha publicitária mundial a JR Puzzles empresa na época que era líder no seguimento de quebra-cabeças na Europa,  lançou o inspirado na arte da capa do álbum. O quebra-cabeça de  Dangerous foi comercializado somente no Reino Unido e outras edições com o nome do Rei do pop foram lançadas como o de Bad e Thriller

Dangerous tem uma das mais belas capas produzidas da história da musica, sua arte enigmática aguça a curiosidade de todos. Um dos itens que podem ser classificados como mega-raro está o vinyl-picture de Dangerous lançado em 1993 somente nos Estados Unidos. Pouca cópias foram distribuídas (estima-se que apenas 200):

Capa de Revista na França Michael Jackson coloca a canção In The Closet em #1 no ranking das mais ouvidas no país. Uma outra revista francesa chamada Posters Geant diz na manchete: Enfim, o tão aguardado disco de Michael Jackson, Dangerous chega as prateleiras para delírio dos fãs. Smash Hits da Austrália traz aos seus leitores Michael na capa voltando com algo Perigoso e na seguinte manchete tabloidesca diz: Just now mad is he ? / agora ele é louco ?. Michael um artista internacional é tambem capa até em Israel: Maariv La’onar

Dangerous tornou-se o disco com vendas mais rápidas da carreira de Michael Jackson superando até mesmo Thriller e Bad. Primeiro disco de Michael a colocar 8 canções no Top 20 no Reino Unido e segundo disco mais vendido de sua carreira, esse disco marcou status de Rei do Pop.

Fonte de influencia e reconhecimento do seu sucesso em um bar em Zaragoza o dono fez uma verdadeira homenagem a Dangerous. Totalmente inspirado na capa do álbum Dangerous de Michael Jackson, além do mais existem fotos de Michael Jackson na era Dangerous MTV e no MSG.

Michael Jackson foi um verdadeiro humanista, um exemplo para todos nós. Ele dedicou muito tempo e dinheiro para uma ampla gama de instituições de caridade. Seu amor pelas crianças o levava muito tempo fora, quando estava excursionando secretamente visitando crianças doentes. No dia 1 de Maio de 1992 o Bush entrega o prêmio Point of Light Ambassador á Michael Jackson por seus esforços em ajudar as crianças desfavorecidas:

Madonna foi ao Oscar em 1991 com Michael Jackson, seus respectivos assessores fecharam o acordo e eles foram, daí surgiu uma possível amizade. Em uma entrevista para o jornalista britânico Jonathan Ross, Madonna disse que trabalhou em algumas idéias para a letra de In The Closet. Essa canção foi inicialmente proposta para ser um dueto entre Madonna e Michael Jackson. Madonna afirmou que ainda chegou a contribuir com algumas idéias para a música. Entretanto, quando ela foi apresentar o que tinha escrito a Michael ele achou muito provocador e então ela decidiu sair do projeto.

Boatos na época diziam que Madonna queria também uma participação no clipe de In The Closet. A sua idéia era que ela e Michael dançassem juntos, mas ele fazendo o papel de mulher e ela de homem. Michael recusou e o clipe acabou sendo filmado de ”forma convencional” com Naomi Campbel.

O casal mais improvável do mundo pop foi centro da atenção no Oscar de 1991. A revista americana People disse que Michael e Madonna era mais estranho casal”, a primeira edição da revista vendeu tanto que os editores da People Magazine re-lançaram novamente a revista. Do outro lado do continente, no Reino Unido a revista Fast Forward trouxe ao seus leitores uma reportagem exclusiva de uma fã que conhece pessoalmente seu ídolo; e uma edição especial publicada pela BMI celebra a genialidade de Michael em uma revista especial em que o Rei do Pop recebe o primeiro prêmio BMI de musica popular norte americana.

A editora DoubleeDay publica o livro de Michael Jackson, Dancing The Dream com poemas e textos escrito pelo próprio. Dedicado à sua mãe, Katherine Jackson o livro é uma expressão do amor, da alma e da paixão de Michael através da música e dança. Com fotos exclusivas Dacing The Dream foi um sucesso sem precedentes vendendo na primeira semana cerca de 90 mil cópias nos Estados Unidos:

“Então o que uma estrela faz quando pára de brilhar? “ Eu me pergunto. “Talvez morra”. “Oh, não,” uma voz em minha mente diz: “Uma estrela nunca morre. Apenas vira um sorriso e volta a música cósmica, a dança da vida”. Gostei deste pensamento, o último que tive antes de meus olhos fecharem. Com um sorriso, eu volto a música em mim. – Michael Jackson – Dancing The Dream.

JAM

Uma mistura de funk com batidas agressivas com o rap de Heavy D (do grupo de Heavy D & the Boyz), Jam foi o quarto single do álbum Dangerous e chegou na #26 posição no Chart 100 da Billborad nos Estados Unidos e #3 no U.S. Billboard Hot R&B/Hip-Hop Singles & Tracks. O single dessa faixa lançado em diversos formatos e com vários (remixes) produzidos mundialmente vendeu cerca de 1.2 milhões de cópias. Jam ficou mais conhecida pelo seu vídeo com a reunião de dois MJ’s (Michael Jackson e o jogador de basquete Michael Jordan).

Lançamento: 13 de Julho, 1992 (EUA) / 27 de Setembro, 1992 (Europa)

Vendas Mundiais do Single: 1.2 milhões

Vendas Digitais: 72.000

Letras e Composição: Michael Jackson

Produção: Michael Jackson, Teddy Riley e Bruce Swedien

Instrumentação: Andre Harris

Teclados : Rene Moore, Teddy Riley, Bruce Swedien e Brad Buxer.

Rap: Heavy D

Guitarra: Teddy Riley

Gravado e Mixado: Bruce Swedien, Teddy Riley e Dave Way.

Dirigido por Herb Hitts, o cenário do clipe de Jam ocorre em edifícios abandonados e dentro de uma quadra de basquete onde Michael Jackson ensina a lenda do basquete da NBA Michael Jordan com sua dança, e, em contrapartida, Jordan ensina Michael como jogar basquete. A versão estendida do vídeo inclui Michael Jackson ensinando Jordan como fazer seu passo moonwalk. Jam a musica number #3 classificada na maioria dos países quando divulgada foi lançada ás vesperas da turnê mundial que divulgou o álbum:

Jam foi uma das musicas mais escutada nos Estados Unidos em 1992; ela se diferencia pelas batidas alternadas que lembram muito o hip hop, ritmo que ganhou impulso entre o fim da década de 80 e o ínicio da década de 90. A canção foi uma das primeiras músicas de artistas pop que começaram a aderir o rap no meio da melodia. Algo que se tornou frequente nos anos seguintes. A música começa com um som semelhante ao de vidro quebrando, o que tornou-se sua marca registrada. Aos 3:07 da música um Rap  performado por Heavy D é intercalado com a música.Jam foi escolhida pesoalmente por Michael Jackson para abrir os shows da mega-turnê Dangerous World Tour.

(*foto: Os gangsta brother’s que fizeram o som Hip-Hop-Pop de Jam: Shakim, Heavy D, Michael Jackson, D.O e D-Nice)

O single Jam foi comercializado em diversos formatos, também lançado na versão K-7 (Cassete) no mundo; apenas na América Latina, Europa (laguns países) e Ásia o publico pode comprar a edição limitada do formato mais simples e barato disponível no mercado até então. A tracklist da fita trouxe apenas duas faixas, sendo o single promocional de Dangerous, Jam (7″ Edition) e Beat It (terceiro single que divulgou o álbum Thriller de 1983)

Jam, o quarto single mundial que veio divulgar o disco Dangerous lançado em diversos formatos assim como quase todos outros singles de Michael Jackson. A edição vinil-remix desse hit foi apresentado ao publico Europeu em uma nova capa (azul) e na tracklist dessa versão especial Jam trouxe 7 novos (mixes) produzidos por DJ’s selecionados pela MJJ Productions: Maurice Joshua; Steve “Silk” Hurley; Pharris Thomas; Roger S e Larry Sturm. As principais faixas desse single são: Jam (Atlanta Techno Mix); Jam (Maurice’s Jammin’ Dub Mix); Jam (Roger’s Club Dub); Jam (Atlanta Techno Dub); Jam (Silky Dub) e Jam (The Acapella Mix). Os mixes, não necessariamente foram divulgadas nas rádios européias:

A revista Argentina Astro Fans estampa na capa um Michael Jackson cheio de style: Michael Jackson – una vida en blanco y negro. Com o mesmo charme MJ também foi capa de outras edições na época do lançamento do single Jam; na Inglaterra nosso Rei é alvo de uma reportagem sensacionalista (Mixmag) já a conceituada revista alemã Bravo traz a seus leitores uma matéria especial sobre o ídolo pop e sua influencia na musica. A revista HITS, publicada nos Estados Unidos em 1992 elegeu Michael Jackson como a figura + aclamada do ano:

No dia 23 de Junho de 1993 Michael chegou no seu avião particular cheio de estilo na Conferencia da Pepsi realizada no aeroporto de Heathrow em Londres, Reino Unido. Consolidando uma parceria que durou cerca de 10 anos e vários milhões de dólares, Michael Jackson novamente teria o apoio comercial da Pepsi-Co para divulgação mundial de sua turnê Dangerous. Michael deu uma na conferência de imprensa Michael Jackson falou de sua nova fundação: Heal The World

Fonte: Mjbeats/Edichys

Sobre PoemforMJ

Michael ... "Quando olho no dentro dos seus olhos eu sei que é verdade.Deus deve ter gasto um pouco mais de tempo em você!"
Esse post foi publicado em Decifrando Michael, Textos e marcado , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Dangerous

  1. FÁTIMA disse:

    LINDA HOMENAGEM – COMPLETA
    QUANTO CUSTARIA UMA FITA CASSETE DE DIVULGAÇÃO (pepsi) do ALBUM DANGEROUS, COM 2 MUSICAS ???

  2. rodrigo santos disse:

    Michael Jackson era ireal,artificial….sobrenatural!!

  3. Carolina lima disse:

    Esse dangerous é de mais eu amo who is it principalmente ele é tao lindo ñ canso d ficar olhando pra ele pene q eu burra so virei fã depois q ele morreu eu sofro tanto com isso! )= mais eu supero isso ouvindo ele cantar e encantar alem de ver ele da um show dançando essa dança sexy q só ele sabe fazer…………………………………………………………..AMO DE MAIS +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

  4. Carolina lima disse:

    =) MICHAEL EU TE AMO INCONDICIONALMENTE………….VC É TD NA MINHA VIDA

  5. Carolina lima disse:

    MICHAEL DE MAIS, COMO UMA PESSOA CONSEGUE SER TAO LIIIINDA E TALENTOSA ASSIM? ELE É O UNICO HIPPERASTRO DO MUNDO E SEMPRE VAI SER. AMO VC MICHAEL VC É SIMPLISMENTE A MINHA VIDA =)

  6. jordanea disse:

    Huuuuu tempo bom de mais,quando fala de Dangerous me lembro logo de Remember The Time,foi o clipe que marcou essa era do Mike para mim,apesar de todos os flashes estarem para Black or White,lembro que o clipe de Remember The Time era o intervalo da tv cultura na época,tudo que eu assistia na tv cultura fica torcendo para ser o intervalo para eu ver o clipe,amava ver Mike dançado aquela coreografia que eu na época criança só fazia eu admirar mais ainda,eu ficava perplexa toda vez que via o clipe,apesar de já ter idolatria por ele desde de a metade da era bad.Mike sempre inovador.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s