Invincible – (Informações e Curiosidades)

Invincible chegou com muita expectativa pelos fãs. O décimo álbum de sua carreira lançado no dia 30 de outubro de 2001 pela Sony Music reúne 16 canções inéditas produzidas por: Rodney Jerkinds, Teddy Riley. Dr.Freeze,  R.Kelly, Babyface  e participações especiais como: o guitarrista Carlos Santana, a cantora Brandy e Notorious B.I.G. Invincible esteve disponível em cinco cores diferentes – vermelho, verde, laranja, azul e prata (a capa oficial).

Sendo o seu primeiro estúdio em seis anos (após HIStóry em 1995), as expectativas eram muito altas. Logo na primeira semana o disco vendeu 366.000 cópias, não só estreou no número 1 nos E.U.A, mas também outros 12 países, e vendeu mais de 13.3 milhões de cópias em todo o mundo…

Selo: Epic Records / Sony Music

Lançamento: 30 Outubro, 2001

Produção: Michael Jackson / Rodney Jerkins / Teddy Riley / Babyface / R. Kelly / Dr. Freeze

Vendas Mundiais: 13.3 milhões

01. Unbreakable

02. Heartbreaker

03. Invincible

04. Break Of Dawn

05. Heaven Can Wait

06. You Rock My World

07. Butterflies

08. Speechless

09. 2000 Watts

10. You Are My Life

11. Privacy

12. Don’t Walk Away

13. Cry

14. The Lost Children

15. Whatever Happens

16. Threatened

O lançamento de Invincible foi seguido pelo compactos You Rock My World, que apresentou desempenho satisfatório, levando Michael de volta às rádios, conquistando a décima posição nos Estados Unidos e segunda na Inglaterra. O videoclipe que acompanhou o compacto terminou sendo o único gravado pelo astro para promover Invincible. Dirigido por Paul Hunter (“Lady Marmelate”, trilha-sonora de Moulin Rouge), inclui participações dos atores Marlon Brando, Chris Tucker, Michael Madsen e Billy Drago.

Butterflies o segundo single foi divulgado na América e de Cry na Europa, Ásia e Oceania, foram outros singles para a divulgação do disco. Até janeiro de 2002, oito milhões de pessoas no mundo tinham comprado uma cópia do álbum. ”Desentendimentos” entre Michael Jackson e a diretoria da Sony Music levaram à interrupção da divulgação de Invincible pouco depois do Natal de 2001.

YOU ROCK MY WORLD

You Rock My World foi o primeiro single que divulgou o álbum Invincible mundialmente em 2001. A canção chegou #1 colocação no United World Chart com cerca de 3 milhões de copias vendidas, era o retorno do Rei do Pop ao seu lugar, o top das paradas de sucesso. Nos Estados Unidos a canção vazou para as rádios ilegalmente, alcançou a #10 posição no Chart Billboard, já no Reino Unido You Rock My World chegou a #2 posição. Por You Rock My World Jackson em 2002 foi nomeado para o Grammy Award de Melhor Vocal Pop Masculino, mas perdeu o gramofone para James Taylor com a canção que nem chegou ano Top 100, Don’t Let Me Be Lonely Tonight .

Lançamento: 22 Agosto, 2001

Vendas Mundiais do Single: 3 milhões

Vendas Digitais: 90.000

Letras e Composição: Michael Jackson, Rodney Jerkins, Fred Jerkins III, L. Daniels e N. Payne

Produção: Michael Jackson e Rodney Jerkins

Edição Digital: Harvey Mason, Jr. e Stuart Brawley

Mixagem: Bruce Swedien and Rodney Jerkins

(Voz) Intro: Chris Tucker

Arranjos: Michael Jackson e Rodney Jerkins

O ataque terrorista as torres gêmeas em Nova York atrapalhou e muito a divulgação do vídeo de You Rock My World e a promoção do single. O clipe dessa canção estreou na Europa, Ásia e África do Sul no dia 21 de setembro de 2001 e nos Estados Unido no dia 26 do mesmo mês. Como muitos outros vídeos de Michael que se tornam curta-metragem o clipe é baseado em uma história escrita por Michael Jackson e Paul Hunter. O vídeo traz Michael perseguindo uma garota, acaba saindo desesperado atrás dela junto com seu amigo, o ator Chris Tucker, e entram em um bar, onde quem manda é Marlon Brando. Com sua velha e conhecida dança, Michael briga, e mostra quem dá as cartas.  

Como a canção vazou, Michael teve de gravar as pressas o videoclip de You Rock My World e chamou nada mais nada menos que o “Poderoso Chefão” o ator Marlon Brando que estava de volta também. Em uma entrevista Michael chegou a dizer que seus filhos chamavam Marlon de Querido Avô. Durante a gravação um incidente lembrou o acidente da pepsi em 84, um pequeno incêndio atrapalhou o andamento das gravações, porém ninguem se feriu e tudo foi contornado. O clipe com 15 minutos levou 2 prêmios no NAACP em 2002.

Para a divulgação do single You Rock My World a Sony Music lançou uma tecnologia anti-PC para impedir a cópia da música. O CD não pode ser reproduzidos em dispositivos de CD-ROM. Na época um comunicado divulgado pela Sony Music a rede BBC disseram que estavam testando uma série de tecnologias para combater a pirataria. O objetivo da empresa era evitar a pirataria digital. Isso foi em 2001, passado 9 anos o selo fonográfico teve que se adequar a era MP3

Michael dá a cara e diz “este sou eu…”. A capa do disco foi comercializada em cinco versões limitada (azul, verde, vermelho e laranja) e a original onde domina o branco e o gris prateado. Inevitavelmente, o retrato foi estilizado, sem embargo segue cada característica de Michael Jackson: sua linha de olhos únicos no mundo, suas clássicas sobrancelhas delineadas, seu polêmico nariz e sua boca em um gesto que nos faz lembrar o tênue sorriso de Monalisa de Leonardo Da Vinci: 

MJ estava de volta depois de anos sem lançar um álbum de inéditas o Rei do Pop chegou com uma campanha de marketing agressiva. Para o retorno do Rei a Sony Music preparou tudo muito milimetricamente; a campanha promocional do disco no mundo foi intensa até dezembro de 2001 – depois disso, as divergências entre a Sony encerraram a divulgação do disco; pôsteres gigantescos foram expostos em centros urbanos das principais capitais do mundo.

You Rock My World  é uma mistura de R&B contemporâneo com música disco. Quando foi lançada a faixa foi elogiada pelos críticos que chamaram atenção a harmonia e aos vocais da música, que soava orgânica e conteporânea lembrando antigos sucessos como, Rock with You, Billie Jean e Remember the Time. You Rock My World foi um sucesso arrebatador. No Brasil a música também foi muito bem sucedida, permanecendo semanas em 1º lugar nas paradas das rádios de todo o país.

O ultimo hit mundial de Jackson (até então) You Rock My World atingiu o posto máximo em vários países, Michael Jackson não conseguia esse feito desde 1995 com You Are Not Alone (HIStory). YRMW foi gravada no Record One Studios em Los entre os meses de julho a setembro de 2000, Michael Jackson e Rodney Jerkinds tocam quase todos os instrumentos: – campanha publicitária  do single e do disco Invincible:

6 anos depois, novas canções e capas de revistas, reportagens sobre musica e Invincible era noticia em 2001. A revista Play, uma publicação russa trouxe aos fãs e admiradores da lenda Pop detalhes sobre o ”novo álbum” de Michael. Pelas incríveis vendas mundiais Michael é capa da Music Week (espécie de Billboard) no Reino Unido; a Rolling Stones da Espanha também falam sobre ”vince” assim como TV Guide que trouxe o pequeno Michael na capa.

A primeira musica promocional de Invincible mundialmente fez sucesso mesmo Michael não satisfeito em divulgar You Rock My World como o primeiro single. O disco físico dessa canção atingiu cerca de 3 milhões de cópias mundialmente e conquistou o Top 10 de singles mais vendidos de 2001. Sinais que na época essa canção ”pegou” a revista Original Sheet colocou vários exemplares a fim de ajudar fãs seguirem a partitura da canção:

Em uma estratégia marketeira para o lançamento de seu novo álbum, a Sony Music relança todos os discos solos de Michael remasterizados em edições especiais com extras que continham novas canções (exeto Dangerous). Off The Wall (1979), Thriller  (1982), Bad  (1987)  Dangerous (1991) e tempo depois o Disco 1 de  HIStory (1995) ganharam também novas fotos no encarte, algumas delas exclusivas, nunca revelada para seu fiel publico.

Um livreto promocional dos discos solos de Michael remasterizados em edições especiais foram distribuídos para a mídia antes de seu lançamento mundial. O folheto de 6 páginas trouxe detalhes explicativos da produção, canções, singles e certificação de cada álbum, Off The Wall, Thriller, Bad e Dangerous. Lançado em outubro de 2001 mundialmente os chamados Special Edition venderam muito bem por aqui mesmo sem nehuma camapanha publicitária (voltados apenas para o disco Invincible) Special Edition de Off The Wall para se ter uma ideia foram adquirido por 30.000 pessoas em 2001.

O CD 1 do álbum HIStory (1995) foi re-lançado em comemorações aos 30 anos de carreira de Michael Jackson. No Brasil o álbum conseguiu disco de ouro com cerca de 70.000 cópias vendidas:

Lançado em diversos formatos, tanto cd quanto mini-discos e LP, Invincible foi também distribuído no formato K-7 nos países asiáticos. Por aqui a Sony Music também distribuiu a fita que trouxe originalmente suas 16 canções e 77 minutos de musica, tudo isso em um ”K-7 especial” que suporta mais de 1 hora de musica com qualidade.

Terminado as gravações de Invincible, a Sony Music distribuiu promocionalmente em um lote único de 500 cópias o CD chamado: A Taste Of Invincible ou se traduzido para o português (O Sabor do Invencível). O disco promocional trouxe as ”seis canções que seriam os verdadeiros singles” que iriam divulgar o álbum mundialmente; começando com Unbreakable, Break Of Dawn, Heaven Can Wait, You Rock My World, Butterflies e Cry. Taste Of Invincible foi distribuído em quantidades limitadas, esse disco é extremamente raro, estima-se que o preço dele ultrapasse os 900 dólares:

Em tempos de MP3 atendendo a demanda de fãs e DJ’s do mundo todo a Sony Music lançou em outubro de 2001 um unico lote do vinil do single You Rock My World. O Long Player (LP) trouxe 3 faixas apenas: (You Rock My World versão original encontrada no disco, Acapella e Instrumental).

O rapper Jay-Z, foi atração principal do show promovido por uma rádio local de Los Angeles mas nada além do famoso rapper chamou tanta atenção  como Michael Jackson. O Rei do Pop de surpresa compareceu ao evento e subiu ao palco para cumprimentar Jay-Z que começava a produzir o remix para a canção You Rock My World.

 

You Rock My World primeiro single que divulgou Invincible teve um mediano sucesso nos Estados Unidos porém, mundialmente com essa canção, Michael conquistou o posto #1 da mais tocada nas rádios em todo o mundo. Jay-Z considerado como a lenda-viva do  rap uniu seu talento ao (mix) de You Rock My World, o LP promocional trouxe a canção: You Rock My World (Trackmasters Remix).

Antes do lançamento de Invincible a Sony Music montava a sua campanha de marketing para promoção do disco. Abaixo vocês podem ver um livro promocional de três paginas a última delas foram os pôsteres feitos para divulgação do disco mundialmente:

O álbum Invincible teve uma edição de luxo lançado em 2001 principalmente nos paises asiáticos foi uma forma de divulgar o disco e promover o show especial que selou os 30 anos de carreira de Michael Jackson. Ás vésperas do grandioso concerto a Sony Music lançou o pacote DELUXE do disco agora embalado em um box-metalizado e especial que trouxe informações discográfias da carreira do Rei do Pop. Os dizeres no box era um típico Jackstyle: Invincible: Michael Jackson – The Legend Continues

Michael Jackson no novo milênio, a revista TV Guide publica para seus leitores uma entrevista exclusiva com o Rei da musica Pop. Além de falar sobre inspirações e novas musicas Michael Jackson faz um ensaio FASHION:

A divulgação de Invincible na Ásia: revistas da época traziam entre jornais um pequeno ”folder” com informações do ”super-lançamento e a volta do Rei da musica pop:

Promo especial de ”Invincible” em Taiwan – 2001

Michael Jackson mostra sua faceta criativa e a preocupação temática em um álbum de 77 minutos. O funky e a dance está bem representado por You Rock My World e Invincible. Heaven Can Wait, Butterflies e You Are My Life  cumpri a cota para as baladas açucaradas. Uma nova edição especial lançada pela Sony Music na Ásia chamada Special Edition: Music Vídeos –  O dvd promocional que veio com o álbum Invincible trouxe 10 clipes com o inédito video de Unbreakable feito com montagens de peformances LIVE de Michael Jackson e Cry que pouco foi trasmitido pela MTV Ásia

Invincible também foi comercializado em cópias super-limitadas (somente nos Estados Unidos) na embalagem chamada Long-Box que se tornou popular no inicio dos anos 90. O disco trouxe suas 16 canções originais e foi vendido na sua versão padrão (branca) excluindo as edições edições especais (vermelho, laranja, azul e verde):

O Rei do Pop faz uma aparição especial na Bolsa de Valores Nasdaq no dia 30 de agosto às 9h30 na Times Square em Nova Iorque para divulgação de seu show: Michael Jackson: 30th Anniversary Celebration. Michael abriu o mercado de ações através da campainha Nasdaq. Na esquina da rua 43 o famoso telão-gigante em Times Square mostrou vídeos do Rei do Pop.  A cerimônia terminou com uma festa de aniversário surpresa.

Centenas de pessoas se reuniam para participar do evento. O Rei do Pop vestindo um terno preto acenou, mandou beijos para a multidão e agradeceu aos fãs pelo apoio. Michael Jackson foi presenteado com um bolo de aniversário e um pôster emoldurado da atriz Shirley Temple.”Estou profundamente emocionado”, disse Michael Jackson quando ele recebeu o presente.

No dia 6 de setembro de 2001 no teatro Metropolitan Opera House em Nova York o mundo ficou pasmo com a surpresa: Michael Jackson estava de volta aos palcos. O Rei do Pop sugiu como um cometa perto do final da apresentação da banda de Justin Timberlake que interpretavam a canção: Pop no MTV  Video Music Awards.

Michael dançou e fez seus passos funky, quando perguntado da surpresa, Justin em algum momento disse: MJ e seu talento mudaram a face da música pop e cultura pop, como Sinatra e The Beatles; todos os que vieram depois dele não pode se negar a ser influenciado.. A aparição surpreendente de Jackson fazia parte de uma ”jogada”, no dia seguinte ele estaria definitivamente de volta aos palcos para 2 shows que celebraram seus 30 anos de carreira.

Michael Jackson presenteou ao seus saudosos e fieis fãs com o lindo vinil do álbum Invincible (um dos itens mais raros de se encontrar atualmente). O vinil de ”vince” foi comercializado em unidades limitadas e distribuído em lojas especializadas nas vendas de vinis somente; as 16 faixas do álbum foram divididas em dois LP’s:

Com o sucesso de Invincible a gravadora de Michael lança na Europa uma edição limitada (apenas 500 cópias) do Box-set especial que trouxe os 5 discos da carreira de Jackson pela Sony Music (Off The Wall, Thriller, Bad, Dangerous e Invincible).

Os fãs mais entusiasmados prestaram homenagem ao disco com uma versão exclusiva chamada Invincible: The Remix. A versão lançada como um item promocional não é oficial;

Capa da versão vinil do single de You rock My World lançado nos Estados Unidos. O disco especial trouxe 4 faixas que foram divulgadas nas principais rádios do país, entre elas a edição do álbum, para as rádios e instrumental

Em homenagem ao trigésimo ano de Michael Jackson como artista solo (seu primeiro single solo, Got to Be There,  gravado em 1971) foi celebrado um magnífico show no Madison Square Garden em 7 de setembro e 10 de setembro de 2001. Os ingressos para os 2 shows foram vendidos em cinco horas e a volta de Michael Jackson aos palcos junto com seus irmãos foi o ponto alto dessa festa.  Michael Jackson: 30th Anniversary Celebration: The Years Solo preparou o Rei do Pop para o mercado já que na época estava prestes a lançar seu novo disco: Invincible.

Michael e seus convidados fizerão sacudiu Nova York com suas canções:  a primeira performance para o show foi o hit de 1983 do álbum Thriller, Wanna Be Startin ‘Somethin’. A canção teatralmente ensaiada e com um African Style contou com a presenças de Usher, Mya e a diva de voz única Whitney Houston:

Logo depois da quente e ritmada Wanna Be Startin ‘Somethin’ a segunda canção a ser celebrada foi Ben, a primeira canção de Michael Jackson sem seus irmãos dos Jackson 5, Bem originalmente foi lançada em 1971. Quem ficou responsável em emocionar o publico foi o jovem cantor Billy Gilman

Shaggy, Rayvon e Ricardo “Rikrok” Ducent cantaram Angel e It Wasn’t Me. Mas como assim? perguntaram se alguns fãs; essas duas canções nunca foram cantadas por Michael Jackson? é certo que o Rei do Pop nunca dançou ou cantou Angel e It Wasn’t Me de fato, porém a unico motivo dessas musicas estar na setlist do show é porque o Rei do Pop simplesmente foi fã e curtia o som dessas musicas:

Mya, Deborah Cox, Rah Digga, Monica e Tamia cantaram Heal the World, a bela canção composta por Michael Jackson foi single que divulgou o álbum Dangerous em 1992. Imagens de Michael Jackson ”ajudando” crianças de todo o mundo eram transmitidas pelo telão do MSG.

I Just Can’t Stop Loving You outra canção que chegou ao posto ”number one” e lançada na Era Bad, foi muito bem representada pela diva latina Gloria Estefan e James Igram um cantor desconhecido, porém de muito talento e que fez parte do sucesso de Thriller. Ingram foi co-produtor da musica P.Y.T (Pretty Young Thing)

Bootylicious hit do trio Destiny Child’s foi outra canção que o Rei do Pop nunca cantou; mas existe nela uma mensagem para Michael. Beyoncé foi quem escreveu e segundo ela a ideia para Bootylicious  surgiu quando acabara de ouvir Billie Jean.

Uma das melhores amigas de Michael Jackson, a outra Liza só que Minelli; Lisa Minelli cantou You Are Not Alone hit de 1995 e a primera canção a ter estreia imediata no Billboard Charts na 1 posição.

She’s Out Of  My Life foi uma canção que fez parte do álbum Off The Wall o primeiro disco solo-adulto do rei do Pop. No 30° Anniversary Celebration linda musica foi cantada então pelo marido de Jennifer Lopez, o latino Marc Antonhy.

A extinta boy-bad 98 Degrees, Usher e Luther Vandross performaram a mais bela canção de Michael Jackson no 30° Anniversary Celebration: Man In The Mirror.  Essa musica ficou por duas semanas consecutivas na #1 posição em 1988 quando foi lançada para divulgação do disco Bad.

A segunda parte do show é de longe o mais lembrado, com o emocionante reencontro de Michael e seus irmãos Jermaine, Jackie, Randy, Marlon, Tito em um  Greatest Hits de cançãoes como: Can You Feel It, ABC, The Love You Save, I Want You Back, I’ll Be There e Shake Your Body (Down to the Ground):

Após um curto intervalo, Chris Tucker em seguida, aparece no palco, e anuncia a performance ao vivo de Billie Jean. Em Beat It a estrela-pop mais uma vez sobe ao palco, desta vez acompanhado de dezenas de dançarinos vestidos como membros da gangue. A multidão estava a seus pés, Michael deslizou e dançou; imediatamente depois, Slash introduziu seu metal para uma versão de Black or White.

Para encerrar em grande estilo, Jackson acompanhou  Britney Spears para uma performance de The Way You Make Me Feel. Depois, ele cantou seu mais novo single, You Rock My World do álbum recém-lançado Invincible, no final da canção de Usher e Chris Tucker dançaram junto com o Rei do Pop em uma performance… inesquecível.

Michael Jackson dança o ritmo da nova canção, You Rock My World. O comediante e ator Chris Tucker acompanha o Rei do Pop e as vendas do álbum chegam a marca das 1.2 milhões de cópias vendidas somente nos Estados Unidos em novembro de 2001.

Acompanhando a exibição e audiência recorde para o canal CBS do show de Michael, no outro lado do mundo em Taiwan a Sony Music comercializou oficialmente em cópias limitadas o Bloco de Notas que trouxe as cores do disco Invincible. Invincible Notebook como chamado também foi distribuído gratuitamente em uma fan-party que celebrou o lançamento oficial do novo disco do Rei do Pop:

Uma publicação na França em 2001 trouxe entre suas páginas o concerto especial de Michael Jackson. A reunião com os J5 que não acontecia desde 1983 foi o fato mais relevante, como o show de hits do artista-visionário-do-pop:

Enquanto a américa estava no estado de choque depois dos atentados terroristas as Torres Gêmeas em Nova York, a gravadora de Michael comercializa somente na Ásia a edição de luxo do álbum Invincible. Inivicible: Best Vídeo Music Edition um CD duplo trouxe todas as 16 faixas desse disco + 9 clipes: You Rock My World, Remember The Time, Blood On The Dance Floor, Scream, Bille Jean, Thriller, Beat It, Bad e HIStory (Mix). Inivicible: Best Vídeo Music Edition foi distribuído em cópias limitadas na Coréia e Japão.

Michael anuncia em 12 de outubro de 2001 a realização de um concerto beneficente para os familiares de vítimas do 11 de Setembro de 2001. O evento United We Stand – What More Can I Give foi realizado em Washington para cerca de 50.000 pessoas. Dedicado a memória das pessoas que se foram, Michael e seus amigos artistas arrecadam cerca de 3 milhões de dólares.

(*foto: Michael Jackson canta a musica What More Can I Give com vários outros artistas: Mariah Carey, Usher, Backstreet Boys, Janet Jackson, Pink e entre outros).

O show United We Stand – What More Can I Give teve transmissão pela a emissora ABC. Durante a cerimônia não houve nenhuma menção ao nome de Michael Jackson e sua performance de Man In the Mirror não foi televisionada. Motivo? Michael tinha um contrato com a CBS (que transmitiu o show o 30º Anniversary Celebration). Apenas fotos de Michael em Man In The Mirror foram divulgadas:

Michael Jackson queria fazer parte de uma homenagem especial aos familiares que perderam seus entes queridos em uma tragédia que ficou marcada na história dos livros. Grandes artistas participam da gravação da canção What More Can I Give para beneficiar as vítimas da tragédia do 11 de setembro nos estados Unidos. O Rei do Pop esperava arrecadar US $ 50 milhões para os sobreviventes e suas famílias. No dia 20 de Setembro Michael uma versão demo da música foi enviado para os artistas comprometidos com o projeto.

O single da canção What More Can I Give nunca foi comercialmente lançado devido ao conflito entre Michael Jackson e a gravadora Sony. Acreditava que seria gerado um conflito de marketing entre o álbum Invincible. Contudo, meses depois do lançamento de Invincible, a Sony ainda se recusava a lançar o single.

A arte da capa do single foi desenhada pelo artista plástico brasileiro Romero Britto que conquistou o respeito e admiração de Michael Jackson. O disco seria distribuindo em companhia com a rede McDonald’s no famoso brinde McLanche Feliz em uma versão compacta.

Uma versão em espanhol da canção foi também feita para atingir os povos da América Latina (Todo Para Ti). A inspiração de Michael quando escreveu a canção aconteceu depois de conhecer o, até então presidente da África do Sul, Nelson Mandela em 1999 e comentou que a canção visava “encontrar estímulo na trilha de ataques sob a América para criar um senso de União Global em face da grande violência e assassinatos em massa” que ocorreram na época.

(*foto: single oficial de What More Can I Give, apenas 200 cópias foram distribuidas; a direita a capa da versão disponível para download).

What More Can I Give foi tocada no rádio pela primeira vez no final de 2002.  No ano seguinte, em 27 de outubro de 2003, What More Can I Give foi disponibilizado ao público por meio de download digital e toda a sua arrecadação foram destinadas a instituições de caridade.

Michael Jackson entrou nos estúdios em meados de 1998 para produzir Invincible. O décimo álbum da carreira do Rei da musica pop que teria o lançamento previsto para o ano 2000 mas devido ao ”perfeccionismo” do nosso idolo o álbum foi adiado 1 ano mais tarde. Considerado o disco mais caro da história, ”25 milhões de dólares”, Invincible possui um punhado de faixas pesadas e um R&B que são de longe a melhor coisa no disco.

É certo que com ”vince” Jackson conquistou um novo publico e os mais antigos ”gostaram” mais outros ”nem tanto” devido a muita parafernália-digital nas musicas, Heartbreaker ou 2000 Watts são claros exemplos. Porém tudo isso não tirou o brilho do Sr. Jackson e You Rock My World  foi o maior hit desse disco atingindo a cifra dos milhões com seu single… A sessão de fotos feitas pelo fotográfo norte-americano Albert Watson para o livreto do disco. E logo a seguir a sessão de fotos ”completa” que aconteceu em 1999 na cidade de Nova York:

Luciano Calderón, artista espanhol não deixou passar batido e desenhou a arte grafitada das fotos de Michael Jackson presente no encarte de Invincible:

O novo álbum do Rei do Pop com grande expectativa por parte dos fãs e admiradores da lenda-pop trouxe uma grande campanha publicitária. No Dia 07 de Novembro de 2001 Michael Jackson promove seu novo álbum Invincible na Virgin Megastore em Times Square na cidade de Nova York. O Rei do Pop acenou para os milhares de fotógrafos e entrou na loja para dar sua primeira sessão de autógrafos na carreira

Michael Jackson atraiu multidões na Times Square. Durante O evento de duas horas no qual o rei do pop deu seu autografo para 200 fãs sortudos; a MTV  e o antigo programa TRL (Total Request Live) trocou algumas palavras com ele. Michael Daly, o apresentador do programa, perguntou como MJ se sentia sobre ao ver Invincible ser o álbum mais vendido em 13 países:”É uma grande honra”, respondeu Michael. “Estou muito feliz. Nós trabalhamos muito duro. Toda vez que há um álbum #1, ou canção, é como se este fosse o primeiro.

(*foto: O canal Black BET dedica uma semana especial sobre Michael Jackson, a dupla de reporteres entrevistam Michael na Virgin Megastore).

Promoção do álbum Invincible na Times Square em Nova York. O álbum na primeira semana de lançamento vendeu cerca de 366.000 cópias nos Estados Unidos, conquistando a #1 posição no ranking Billboard:

No fim do mês de julho de 2001 os fãs e a mídia de todo o mundo souberam que o mais aguardado álbum de Michael Jackson viria com o nome de… Invincible. Antes que houvesse o lançamento do álbum, muitos meios de comunicação acusaram Jackson de egocêntrico e pretensioso em se autodenominar invencível. Mas “Invencível” é na verdade uma mulher, igual como aconteceu com “perigosa” no álbum Dangerous.

Segundo um artigo publicado por Jennifer Vineyard em 01 de Novembro de 2001, o retorno de Michael Jackson nas paradas foi mais que triunfal. Invincible, lançado em uma terça-feira varejistas previu que auto-designado Rei do Pop correria risco em perder a #1 posição para a boy-bad-pop Backstreet Boys, cuja compilação The Hits – Chapter One também saiu terça-feira. Segunda, quanto a contagem de vendas na américa foi oficialmente divulgado, Invincible totalizou cerca de 366.000 cópias vendidas elgendo Michael Jackson como o rei do chart Billboard.

Antes do lançamento Michael Jackson disse que seu próximo disco viria com cores diferentes: azul, vermelho, verde e roxo. Quando Invincible foi prensado para a venda a ultima cor citada pelo Rei do Pop ”purpple/roxo” não foi divulgada, substituindo essa cor a equipe de arte da gravadora prefeiu escolher a cor laranja. Uma alusão de como seria o Invincible – Purpple Version:

Em 02 de Novembro do ano de 2001 foi publicado pela Billboard que o novo álbum do Rei do Pop já havia vendido cerca de 3 milhões de cópias em 2 meses, essa marca é um recorde para sua carreira. Tanto na França, Suíça, Noruega, Itália e Espanha Invincible quebrou seu próprio recorde de Michael Jackson e se tornou o disco mais vendido na primeira semana de lançamento. Abaixo as Color Version do disco comercializada no Japão:

Embarcando no sucesso de Invincible a Universal Music lança a coletânea Classic Michael Jackson – The Universal Masters Collection com os maiores sucessos de Michael Jackson como artista solo, porém ainda líder dos Jackson 5. O disco re-lançado em 2008 e 2009 traz canções como: Rockin Robin; Ben; Got To Be There; My Girl e entre outras:

CRY

Se You Rock My World já havia sofrido do boicote promovido pela gravadora de Michael em Cry a situação ficou ainda mais delicada. Inexplicavelmente, a faixa foi lançada em dezembro de 2001. Sem lançamento nos Estados Unidos, Cry foi lançada na Austrália, Canadá e no Reino Unido que fracassou da mesma maneira que  Man In The Mirror havia fracassado em 1988: com falta de airplay  a faixa esteve no Top 75 por apenas 4 semanas e seu single vendeu apenas 600.000 cópias:

 

Lançamento: 03 Dezembro, 2001

Vendas Mundiais do Single: 600.000

Vendas Digitais: 79.000

Letras e Composição: R.Kelly

Produção: R.Kelly 

Pecurssão: Paulinho Da Costa 

Mixagem: Michael Jackson e Mick Guzauski 

Violão: Michael Landau 

Teclados: Michael Jackson and Brad Buxer

Arranjos (Vocal): Michael Jackson 

O vídeo Cry foi dirigido por Nicholas Brandt que anteriormente trabalhou com Michael Jackson em três vídeos do álbum HIStory:  Earth Song (A Canção da Terra), Childhood (Infância) e Stranger em Moscow (Estranho em Moscou). Cry teve sua estréia no meio da briga entre Michael Jackson e Tommy Mottola, até então presidente da Sony Music Internacional. Michael se recusou a fazer o clipe alegando não estar satisfeito com a divulgação de Invincible. O vídeo então foi lançado sem a presença de Michael. A montagem de cenas foi no estilo de Man In The Mirror e Heal The World, no qual Jackson não apareçe.

A produção do vídeo clipe de Cry escolheu seis locais diferentes dos Estados Unidos para filmagem. Em Squaw Valley, 400 pessoas foram chamadas, já em Mare Island Bridge, na Califórnia foi preciso ajuda policial para parar o tráfego na ponte, por um período de 6 horas. Outros locais para a gravação do clipe foram em San Francisco, na praia de Pescadero onde participaram mais de 150 figurantes. A Floresta Nacional de Redwood localizada em San Mateo também foi um cenário organizado por uma equipe de 75 pessoas entre produtores e técnicos. O clipe de Cry não deixou de ser grandioso como o Rei do Pop.

Toda a publicidade foi cancelada depois que Michael Jackson se recusou em participar e divulgar o single Cry em todo o mundo. Alguns milhares de dólares foram gastos na produção do clipe e outros tantos na sua campanha publicitária.

 

Uma grande esperança que materializa através da união de milhares de pessoas em toda a extensão do território dos Estados Unidos. Cry foi escrita muito antes dos atentados de 11 de setembro de 2001 mas que refletia precisamente o sentimento do povo após esta tragédia. Essa musica foi lançada em um momento propicio quando a América chorava a tragédia que matou centenas de pessoas. Apesar de ser um single ”homenagem”, Michael não estava de acordo com isso, ele queria uma outra canção e para isso gravou What More Can I Give para arrecadar fundos a familiares do 11 de Setembro. Cry então, definitivamente sofreu o boicote do Rei do Pop.

A edição de Dezembro do ano de 2001 da Revista Mojo trouxe um Michael Jackson retrô style Off The Wall de 1979 na capa; uma outra revista comercializada na mesma época do lançamento do segundo single de Invincible, Cry foi a TV uma publicação da Italia que trouxe detalhes da volta do Invencível. Vibe Magazine e TV Guide ambas revistas norte-americanas trouxe uma entrevista exclusiva com o Rei do Pop

Para o projeto de Invincible, Michael Jackson gravou centenas de canções compostas entre os anos de 1999 á 2001. Shout estava prevista para o tracklist de Invincible até surgir a brilhante You Are My Life de Carole Bayer Sager, John McClain e Babyface. Ela foi gravada em apenas cinco semanas antes do lançamento do álbum. Os autores tocaram pela primeira vez para Michael e ele adorou – mudou a letra de You Are My World para You Are My Life e com isso conseguiu o credito na letra da musica. Shout então foi divulgada como lado B do single Cry.

(*foto: versão cassete do single Cry comercializado no Reino Unido)

Composta originalmente pelo Rei do Pop para Invincible, Shout não é uma canção ”nova”. Grande parte de Shout foi sampleada de “Do It”, musica lançada anos antes pelo desconhecido grupo Guy, em que Teddy Rilley trabalhava na época. Devido ao fracasso comercial de Cry, Shout não foi divulgada nas rádios como a gravadora de Michael queria. Em 2003, Shout foi lançada por Nick Carter (ex-Backstreet Boys).

Produtora musical, compositora, liricista e cantora norte-americana popular pela realização de trabalhos em musicais da Broadway e em trilhas-sonoras de filmes de sucesso como “Mens@gem Para Você”. Carole Bayer Sager é tudo isso e mais um pouco; grande amiga de Michael Jackson Sager gravou dois álbuns, o último conta com a presença de Michael nos vocais do single Just Friends que não teve um grande sucesso comercial.

Carole Bayer Sager  passou a se dedicar mais à carreira de produtora e compositora. Com Michael compôs It’s The Falling In Love de (Off The Wall), We’ve Had Enough (faixa que não entrou no disco Invincible mas presente em Ultimate Collection de 2004) e You Are My Life (Invincible) considerada por Michael como a melhor canção de ”vince” e que inclusive rendeu a homenagem da rosa de Jackson e Rodney Jerkinds para compositora no livreto de Invincible.

Michael Jackson comparece ao American Music Awards e recebe o premio Artista do Século por sua notável contribuição nas décadas de 70, 80, 90. Apresentado pelo comediante Chris Tucker, o Rei do Pop agradece primeiramente a seus pais, Teddy Riley e Rodney Jerkinds (produtores de Invincible), Diana Ross, Jonh McClain, Quincy Jones e principalmente Marlon Brando quem o chama de O Mestre ”meu outro pai”.

BUTTERFLIES

Em inglês, ter “borboletas no estômago” quer dizer sentir algo inexplicável por dentro geralmente se refere a estar apaixonado. Butterflies, uma bela canção R&B escrita por Marsha Ambrosius e Andre Harris foi lançada nos Estados Unidos ao mesmo tempo em que Cry era lançada na Europa. Publicada como o último single a canção   considerada uma das melhores faixas do disco Invincible, com um vocal impecável, que mostra que Jackson com o tempo só refinou e aprimorou sua voz; chegou à #14 colocação na lista de airplay (tocada apenas nas radios), e como You Rock My World, permaneceu no Top por 20 semanas, Butterflies também chegou a #2 no Hot R & B / Hip-Hop.

Lançamento: 08 Fevereiro, 2002

Vendas Mundiais do Single: 70.000

Vendas Digitais:

Letras e Composição: Marsha Ambrosius e Andre Harris

Produção: Michael Jackson, Marsha Ambrosius e Andre Harris

Instrumentação: Andre Harris

Backvocals: Michael Jackson e Marsha Ambrosius

Pianos: Norman Jeff Bradshaw e Matt Cappy

Arranjos: Andre Harris

Arranjos (Vocal): Michael Jackson

 

Butterflies foi originalmente escrita no início de 1997 para a banda britânica Floetic Floetry. Prevista para ser o terceiro single mundial de Invincible, com lançamento para 2001. Por razões inexplicáveis, a Sony cancelou o lançamento comercial. A canção foi lançada promocionalmente para estações de rádio E.U.A. em janeiro de 2002 a gravadora lançou promos da canção na Europa a fim de divulgar somente nas rádios, o resultado foi desastroso, Butterflies ficou na #87 posição no Top 100 no Chart Europeu permanecendo nele por 1 unica semana:

Track Masters, uma equipe de produtores americanos de Hip-Hop, liderada pelo duo dinâmico: Samuel “Tone” Barnes e Jean-Claude “Poke” Olivier foram chamados para compor a versão remixada do single oficial de Michael Jackson, Butterflies. Sua primeira colaboração com o Rei do Pop aconteceu em 1996, quando criaram remixes para They Don’t Care About Us.

Michael decepcionado com o rumo em que o disco estava caminhando abandonou de vez o projeto, os fãs também, ficaram indignados com a baixa promoção desse single. Boatos na época davam indícios que a capa oficial de Butterflies seria um ”remake” do filme The Silence of the Lambs / O Silêncio dos Inocentes:


O mix de Butterflies que trouxe a participação especial da rapper Eve e foi lançado para os clubes e as estações de rádios em E.U.A mas devido ao boicote da gravadora a canção remexida nem ficou classificada no Dance Chart da Billboard.

A arte também está presente no cover do disco Invincible: O japonês Gen Irangan fez sua versão especial para Invincible, de Michael Jackson. Usando sua aquarela Irangan mostrou sua admiração e talento á Michael Jackson e o disco que tornou fã:

Michael Jackson e Elizabeth Taylor são convidados de honra e padrinhos da contora Liza Minneli e o produtor David Gest. Vários artistas também são convidados como Diana Ross, Janet Jackson, Elton John, Michael Douglas entre outros. Realizado em Nova York na Igreja Colligiate o casamento mais caro de todos os tempos (7 milhões de dólares) dura menos de dois anos:

Michael Jackson confirma presença no programa American Bandstand. Em comemoração aos seus 50 anos o lendário programa da rede ABC comandato por Dick Clarck exibe um especial com o Rei da musica Pop. Na ocasição, Michael Jackson dança Dangerous:

Dois dias depois do incevel show Michael o programa American Bandstand, o Comitê Nacional democrata dos Estados Unidos realiza no Teatro Apollo em Nova York um jantar de Gala para arrecadar fundos para instituições de caridade. Entre vários outros artistas, Michael Jackson apresenta o Medley de canções: Black Or White / Dangerous e Heal The World.

Capa de revista, Michael Jackson aparece em fotos exclusivas para a promoção do álbum Invincible para Hits Magazine; outras capas em que foram publicadas durante a divulgação de Invincible: TV Guide, que trouxe uma entrevista inédita com o astro em fotos inéditas; e Woman’s Day com o casamento exorbitânte de Minneli e David Gest. O Show que comemorou seus 30 anos de carreira solo foi destaque no  San Jose Mercury News

Michael Jackson investe US$20 milhões e funda a Neverland Pictures em companhia com a produtora MDP Worldwide Entertainment. Os estúdios, com base em Montreal no Canadá, planejava produzir diversos filmes em que a estrela seria Michael Jackson, incluindo ao menos um arrasa-quarteirão custando mais de US$60 milhões.

(*foto: Michael Jackson e investidores fundam a Neverland Pictures. Um projeto audacioso que não deu frutos bons, meses depois a produtora fecha as portas, sem alguma explicação).

Diversos filmes estavam sendo planejados. O primeiro filme da Neverland Pictures seria “The I Inside”, estrelando Ryan Phillippe, seguindo depois com “The United States of Leland”, com o ganhador do Oscar, Kevin Spacey.

Michael Jackson e sua amiga Elisabeth Taylor comparecem ao evento Art for AIDS – A Tribute to Rock Hudson em Laguna Beach. Obras de artes como quadros e esculturas feitas por soro-positivos são exibidas e aplaudidas pelo o Rei do Pop.

UNBREAKABLE

Unbreakable foi cogitado para ser o primeiro single de Invincible antes de You Rock My World vazar para as rádios. O single promocional lançado nos Estados Unidos perdeu mercado rápido, já que a divulgação do álbum finalizada logo após o lançamento. Unbreakable entrou na #77 posição no chart Billboard em 2002 e trouxe a participação póstuma do rapper  Notorious B.I.G e vocais da cantora Brandy.

Lançamento: 02 Março, 2002

Vendas Mundiais do Single: 

Vendas Digitais: –

Letras e Composição:  Fred Jerkins III, LaShawn Daniels, Michael Jackson, Nora Payne, Robert Smith e Rodney Jerkins

Produção: Michael Jackson e Rodney Jerkins

Edição Digital: Paul Foley

Mixagem: Bruce Swedien, Rodney Jerkins e Stuart Brawley

Rap:  Notorious B.I.G

Arranjos: Michael Jackson e Rodney Jerkins

Estima-se que 100.000 cópias de Invincible foram vendidas no Brasil. You Rock My World foi a musica mais tocada nas rádios brasileiras por cerca de duas semanas, no Hot 100 Brasil das mais tocadas do ano, You Rock My World se classificou na #62 posição. Abaixo a versão de Invincible – Nacional:

Comercializado em diversos formatos, de CD á edições especiais em Vinil partes da Europa a gravadora lançou Invincible em uma versão (mini-disco):

SPEECHLESS

Com uma instruentação divinamente produzida e arranjos impecáveis, o pop ”açucarado” Speechless é uma das três faixas que Michael escolheu como sua canção favorita de ”vince” durante o bate-papo online com fãs em 26 de outubro de 2001. Dedicada para seus filhos Michael descreve Speechless:

“Eu estava com meus filhos na Alemanha, e nós tivemos uma briga de balão de água”, disse Michael, “e eu estava tão feliz após a luta que corri para cima e escrevi Speechless. Isso foi minha inspiração. Eu estava feliz, e eu escrevi. A última musica que promocionou o disco Invincible não entrou no chart Billboard e sequer foi tocada nas estações de radio na América.

 

Lançamento: 13 Abril, 2002

Vendas Mundiais do Single: 

Vendas Digitais: –

Letras e Composição: Michael Jackson

Produção: Michael Jackson

Teclados: Brad Buxer

Mixagem: Bruce Swedien

Arranjos e Orquestra: Michael Jackson

 

Lançada como single promocional de Invincible, Speechless somente foi lançada em formato CD-single nos países asiáticos em que passou desbercebida. O disco promocional distribuido em poucas unidades pela Sony Music Japan trouxe duas faixas para serem divulgada nas rádios, destaque para o remix de You Rock My World que teve a participação do rapper Jay-Z:

Michael Jackson escreveu Speechless depois de uma divertida brincadeira com seus filhos. Em uma entrevista com Vibe Magazine, o músico comentou: ”Eu estava tão feliz após a luta de balões de água que eu corri e escrevi Speechless . Diversão me inspira. Eu odeio dizer isso, é  uma canção romântica. Mas foi a diversão que fez isso. Fiquei feliz, e eu escrevi na íntegra logo ali. Eu senti que seria bom o suficiente para o álbum. Fora a felicidade vem a magia, de encantamento e criatividade”. 

Algumas rádios executam algumas canções de “Invincible”, como Whatever Happens entre outras, porém a mais sucedida seria Heaven Can Wait que chegou a entrar no chart da Billboard R &B no top 50.

MIIB – Homens de Preto II estreia nos cinemas; Michael Jackson surpreende os espectadores com a sua pequena aparição em que  tenta convencer o Chefe Zed para torná-lo Agente M. Críticos e o público elogiaram a performance de Michael e seu senso de humor nas telas !

(*foto: Michael faz uma aparição em um evento de caridade para arrecadar fundos a Campanha em Combate aos Lupus em Los Angeles, no Beverly Hills Hotel, em Beverly Hills, Califórnia.Durante o evento beneficente, promovido pelo Instituto de Pesquisa do Lúpus Michael faz um discurso e ganha o prêmio Visionary Award em reconhecimento o seu esforço em combate a doença).

Depois da passagem de Michael Jackson noticias desconhecidas foram levadas a publico que surpreenderam seus fãs, uma delas foi a sessão de fotos para o álbum Invincible. A história da sessão de fotos começa em 1999, quando Jackson folhava o jornal Sunday Times, e ficou hipnotizado pela capa da revista de estilo.

Fascinado pelo trabalho e sua aparência com uma estátua, Jackson estava determinado a perguntar ao fotógrafo de moda se ele poderia criar um retrato semelhante para a capa de seu próximo disco. Nas fotos, Jackson usa um casaco do tipo smoking Yves Saint-Laurent, e seu olho esquerdo traz brilhantes azuis.

No dia 25 de março de 2002 a Sony Music solta uma nota oficial confirmado o que já estava sendo especulado, após seis meses de divulgação, Invincible décimo álbum da carreira de Michael Jackson é cancelado. Os problemas de Michael e a gravadora começaram em 2000, quando Jackson tentou retirar a licença das gravações originais do catálogo dele da gravadora para lançamento independente. Assim, Michael não precisaria dividir os lucros com a Sony. Entretanto, os advogados de Jackson encontraram cláusulas no contrato dele com a gravadora que impediam a transação.

por Felipe Nascimento [Z1M] ::

mjBeats – todos os direitos reservados :: ©2002/2011::

FONTE: http://www.facebook.com/notes/mj-beats-edcyhis/invincible-informa%C3%A7%C3%B5es-e-curiosidades/175776785766966

Sobre PoemforMJ

Michael ... "Quando olho no dentro dos seus olhos eu sei que é verdade.Deus deve ter gasto um pouco mais de tempo em você!"
Esse post foi publicado em MJBEATS/EDICHYS, Textos e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Invincible – (Informações e Curiosidades)

  1. Daniel disse:

    Parabens pelo site, poh ainda tirei muitas duvidas vlw mesmo….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s