Livro Man In The Music-Álbum Michael AS MUSICAS :Hold My Hand, Hollywood Tonight

 

1.                HOLD MY HAND 

(Escrita e composta por Aliaune Thiam, Giorgio Tiunfart, Claude Kelly.
Produzida por Akon e Michael Jackson.

Vocal guia e background: Michael Jackson e Akon)

 

Akon apresentou “Hold My Hand” a Michael pela primeira vez no final de 2007. Jackson adorou a simples elegância e melodia da música. Ele e Akon criaram os voais, logo depois, em uma sessão de gravação no Palm Studio em Las Vegas. Infelizmente, apenas semanas depois de ela ser gravada, a música vazou na internet. Jackson ficou muito chateado e desapontado. A música estava perto de ser finalizada, mas não pronta para ser ouvida.

Quase três semanas depois, em 2010, Akon retornou para “finalizar” a música para inclusão em MICHAEL. Na produção atualizada dele, Akon estava, claramente, objetivando uma música maior do que a que ele e Jackson tinham, originalmente, gravado. As cordas são mais proeminentes e exuberantes e a música acabou se tornando um tipo tributo a Jackson, completo com um elevado final de fusão gospel. Onde a original transmite uma emoção mais comedida, sutil, a nova versão é dramática, é um hino, enquanto, também, é mais explícita nos vocais de Jackson.

O espólio de Jackson fez a música o primeiro single póstumo dele, depois de encontrar uma nota que dizia: “Música de Akon – primeiro single”. Poucas semanas depois, ela subiu nos charts em todo o mundo, chegando ao Top Ten em mais de quinze países.

“Hold My Hand” é, certamente, uma merecida adição ao catálogo de Jackson, incorporando muito do que os fãs adoram sobre o cantor. Com a chamada dela por conexão, é uma “música de amor”, que vincula o pessoal a algo mais profundo e universal (à la “You Are Not Alone”).
A progressão das cordas é uma variação de Canon, de Pachebels, em D Maior, a qual é primorosamente misturada com um ritmo de tingimento caribenho e realçada pelas harmonias exuberantes de Jackson e Akon. Há uma pureza no vocal de Jackson que, de alguma forma, consegue comunicar alegria, saudade e tristeza de uma só vez. As letras de abertura (“Esta vida não dura para sempre…”) é uma pungente lembrança da transitoriedade da vida. Mas definitivamente ela é uma música catarse, pois Jackson chama por aqueles “miseráveis solitários”, permitindo que a música facilite reunião.

_________________________________________________________________________

2.                HOLYWOOD TONIGHT

(Escrita e composta por Michael Jackson e Brad Buxer.
Produzida por Teddy Riley e Michael Jackson.

Coproduzida por Theron “Neff-U” Feemster.
Vocal guia e background: Michael Jackson.

Ponte falada escrita por Teddy Riley)

De um canto gregoriano na introdução (ideia de Jackson) aos derrames de linha de baixo, ao funky riff de guitarra, “Hollywood Tonight” soa, talvez mais que qualquer outra faixa, como a direção que Jackson poderia ter dado para ao novo álbum dele. Instantaneamente dançável, com um refrão que ressoa na cabeça, ela é um clássico Michael Jackson. É uma das melhores linhas de baixo dele desde “Who is It”.

Jackson primeiro estabeleceu um esboço para as letras em 1999, enquanto estava no Beverly Hills Hotel. Logo depois, ele começou a trabalhar na música com o amigo e colaborador de longa data, Brad Buxer (quem coescreveu a música). A música viajou com eles de Los Angeles a Nova Iorque, de Miami a Neverland, durante as primeiras sessões de Invincible. Jackson adorou partes de “Hollywood” – o jogo de palavras nas letras, as harmonias “galgo oeste”, o assobio na finalização – mas parou de trabalhar nela quando o produtor Rodney Jerkins veio a bordo para Invincible.

Durante os próximos dez anos, entretanto, ele voltou à faixa inúmeras vezes. Pelas linhas de baixo, ele estava procurando por algo similar a “Billie Jean”, mas distinta. “Fazer suaves baixos silenciados em ‘Hollywood’”, ele indicou em uma nota. As primeiras demos dele apresentam duas linhas de baixo em camadas (Michael Prince adicionou a emoção, no estilo “Billie Jean”, e laço na última mixagem que MJ pediu). Jackson e Brad Buxer continuaram a mexer na música em Las Vegas em 2007.

Em outubro de 2008, Jackson, agora vivendo em Los Angeles, pediu ao engenheiro musical Michael Prince para colocar a última mixagem de “Hollywood” em CD, assim, ele poderia escutá-la e ver o que poderia ser melhorado. Tristemente, ele nunca veio a trabalhar nela de novo.

Em seguida à morte de Jackson, Theron Feemster (também conhecido como Neff-U) e Tedd Riley trabalharam na música, adicionando novas produções e uma nova ponte (escrita por Teddy Riley e performada pelo sobrinho de Jackson, Taryl Jackson). A faixa retrata uma narrativa de uma garota jovem, ingênua, seduzida pelas luzes brilhantes de Hollywood. Quando ela chega, entretanto, ela é usada e abusada por homens que se aproveitam da inocência dela. Nas notas dele, Jackson chama isso de uma “história verdadeira”. Certamente, esse era um conto ao qual ele podia se conectar, tenho vindo para Hollywood, ele mesmo, aos nove anos de idade.

Sobre PoemforMJ

Michael ... "Quando olho no dentro dos seus olhos eu sei que é verdade.Deus deve ter gasto um pouco mais de tempo em você!"
Esse post foi publicado em Livro Man In The Music e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s