Livro Man In The Music – Cap 1 – Off The Wall : Outras Notáveis Canções da Era Off The Wall

 

BLAME IT ON THE BOOGIE  (de Destiny, 1978) Uma melódica faixa meio tempo “Blame it on the Boggie” serviu como single líder no álbum Destiny.
A música alcançou apenas o 54º lugar nos catálogos, mas se tornou um grande hit de boates, com a leveza dela e a confiança de Jackson, vocais zombeteiros, cantados por cima de um fundo de baixo. Ela se tornou um clássico da era disco.

CAN YOU FEEL IT (de Triumph, 1980) Escrita por Michael Jackson e o irmão mais velho, Jackie, “Can You Fell It” é uma mensagem musical, sobre o poder da música em transmitir amor e união ao mundo. “Divulgue a palavra e tente ensinar ao homem/ Quem está odiando o irmão dele/ Quanto o ódio não fará”, Jackson canta, “Porque somos todos iguais/ Sim, o sangue que está dentro de mim está dentro de você”. Ela é um primeiro exemplo da consciência social, maciços hinos pops (“We Are The World”, “Earth Song”), que Jackson escreveria, mais tarde, na carreira dele.
A canção também apresentou um dos primeiros vídeos musicais de Jackson, um inovador (para época), espetáculo cósmico, apresentando os Jacksons como super-heróis negros, espalhando poeira dourada em uma futurística cidade espacial.

DESTINY (Destiny, 1978) Uma balada bela, dolorida, sobre encontrar um lugar no mundo. A música se desenvolve dentro de uma crescente resolução de viver a vida deliberadamente, culminando com o fantástico solo de guitarra de Tito.

EASE DOWN THE ROAD (da trilha sonora original de The Wiz, 1978) Um espiritualizado dueto soul com Diana Ross, apresentado por Dorothy e o Espantalho em The Wiz. A música é notável por ser a primeira faixa de Jackson produzida por Quincy Jones e a primeira a ganhar uma indicação ao Grammy. Ela alcançou o 41º lugar no Billboard Hot 100 em 1979.

THIS PLACE HOTEL (de Triumph, 1980) “This Place Hotel” (originalmente intitulada “Heartbreak Hotel”, mas renomeada devido aos direitos autorais da famosa música de Elvis Presley, de mesmo nome) foi um divisor de águas para Jackson. Escrita, arranjada e composta inteiramente por Jackson, ela revelou o talento rapidamente expansivo dele como compositor. Em contraste com as músicas mais festivas de Off The Wall, “This Place Hotel” é uma sombria e psicológica música sobre arrependimento, vingança e medo, que anteciparia posteriores clássicos como “Billie Jean” e “Dirty Diana”.
O número abre com um presságio de prelúdio instrumental, antes que um grito pungente liberte o ameaçador funk gótico da música. “O grito foi do tipo que normalmente interrompe um pesadelo”, Jackson mais tarde escreveu, “mas nossa intenção era ter o sonho apenas começando, para fazer o ouvinte se perguntar se era um sonho ou realidade”. Na narrativa da música, a voz dolorosa de Jackson canta sobre “rostos olhando, fitando, encarando-me”. Ele fala de “anseio” de “pecado” e de “esconder a tristeza”.
A música também experimenta novos sons. “Ela é o primeiro exemplo”, observa Nelson George, “do uso cinemático dos efeitos sonoros, temas de filmes de horror e truques vocálicos para transmitir uma sensação de perigo no trabalho dele”. Jackson ficou, justificadamente, orgulhoso da profundidade e alcance dessa música. “[‘This Place Hotel’] era a música mais ambiciosa que eu tinha composto”, ele escreveu na autobiografia de 1988. Muitos críticos e ouvintes anotaram. O single alcançou a 22º posição nos pops charts (e o 2º lugar nos Black Single Charts).

LOVE NEVER FELT SO GOOD  (gravação de 1980, não lançada) Uma encantadora demo com base de piano, escrita com Paul Anka e Kathy Wakefield, em 1980, “Love Never Felt So Good” apresenta a marca de Jackson de estalos de dedos e vocais maravilhosos.

LOVELY ONE (de Triumph, 1980) Uma disco-funk de queimar a pista, “Lovely One” deu a Triumph um hit dançante no espírito de “Shake You Body (Down To The Ground)”. A música foi o maior single de Triumph, alcançando o 12º lugar no Billboard Hot 100 e o 2º no Black Singles charts.

SHAKE YOUR BODY (DOWN TO THE GROUND) (de Destiny, 1978) Coescrita por Jackson e o irmão mais novo, Randy, “Shake Your Body Down” é considerada uma das melhores faixas dançantes da era. Em 1978, ela alcançou o 7º lugar nos charts e vendeu mais que dois milhões de cópias.
Começando com um “rufar de piano, um deslizamento de pratos [e o] baixo ampliando de lado a lado”, a faixa é mais que oito minutos de incessante energia. A linha marcante de baixo da música é envolta por hábil trabalho de guitarra (tocada pelo irmão, Tito), resplandecentes instrumentos de sopro e, é claro, a impressiva versatilidade vocálica de Jackson. “É apropriado ver ‘Shake Your Body Down’ como o verdadeiro início da carreira solo do adulto Michael Jackson”, observou o crítico musical Nelson George.

SUNSET DRIVER (gravada em 1979, lançada no Michael Jackson: The Ultimate Collection, 2004) Um funk cortado da sessão de Off The Wall, mais tarde lançada em The Ultimate Collection.

THIS IS IT (gravada em 1980, lançada na trilha sonora de This Is It em 2009) Uma demo coescrita por Jackson e Paul Anka, esta desejosa, nostálgica balada pop suave, foi ressuscitada como o primeiro lançamento póstumo, devido ao apropriado título dela (o mesmo da malfadada série de concertos de Jackson em Londres). Ela foi gravada, em 2009, com vozes de fundo dos irmãos de Jackson e produzida por John McClain.

WALK RIGTH NOW (de Triumph, 1980) Uma faixa disco-prog-rock-funk eletrizante, estilo Earth, Wind and Fire, “Walk Right Now” é um dos destaques de Triumph.

YOU CAN’T WIN (da Trilha Sonora Original de The Wiz, 1978) O único solo de Jackson em The Wiz, “You Can’t Win” é um das primeiras joias escondidas dele. Foi escrita por Charlie Smalls, por ordem de Quincy Jones, para o personagem de Jackson, o Espantalho. O destaque é o ad-libs de Jackson na segunda metade.
Os sete minutos de treinamento soul foi lançada em The Ultimate Collection, em 2004, Jackson disse que a música é destinada aos “humilhados e desamparados”.

Nota da tradutora:
Ad-libs são recursos vocálicos como prolongar o som de uma letra “yeaaaah”, “girrrrrl”, ou fazer sons sem sentido, com grunhidos, gemidos, etc.

Sobre PoemforMJ

Michael ... "Quando olho no dentro dos seus olhos eu sei que é verdade.Deus deve ter gasto um pouco mais de tempo em você!"
Esse post foi publicado em Livro Man In The Music e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s